EM BARÃO GERALDO

PM prende traficante em república de estudantes

Policiais chegaram ao local por meio de denúncia anônima

Alenita Ramirez
06/02/2024 às 09:14.
Atualizado em 06/02/2024 às 09:14
Foram apreendidas porções de maconha, drogas sintéticas, anestésicos, uma balança de precisão e materiais para embalar entorpecentes (Divulgação)

Foram apreendidas porções de maconha, drogas sintéticas, anestésicos, uma balança de precisão e materiais para embalar entorpecentes (Divulgação)

Um indivíduo que se apresentava como estudante universitário de 23 anos foi preso na noite de domingo (4), em uma república nas proximidades da moradia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sob a acusação de tráfico de drogas, após uma denúncia anônima. A prisão ocorreu durante a Operação Carnaval em Barão Geraldo, pouco antes do início das festividades. Na residência em questão, o suposto aluno compartilhava moradia com outros quatro estudantes, e durante a ação policial, foram apreendidas porções de maconha, drogas sintéticas, anestésicos, uma balança de precisão e materiais para embalar entorpecentes.

Segundo o sargento da PM Marques, aproximadamente 170 gramas da maconha apreendida eram de uma variedade mais cara, destinada à comercialização a vácuo. A droga estava sendo vendida tanto para estudantes universitários por meio de redes sociais quanto para o público externo.

A corporação informou que os policiais militares estavam participando da operação de Carnaval quando receberam uma denúncia pelo disque-denúncia, indicando atividade de tráfico de drogas em uma república situada na Rua Doutor Luciano Venere Decourt, no bairro Cidade Universitária, inclusive fornecendo o nome do suspeito. Munidos dessas informações, uma equipe se dirigiu ao endereço indicado, onde os agentes logo perceberam o intenso odor de maconha. Enquanto estavam do lado de fora, um entregador de lanches chegou ao local e foi atendido por um estudante de 25 anos, colega do indivíduo posteriormente detido.

Embora nada tenha sido encontrado com o primeiro abordado, os outros quatro moradores do local foram revistados ao sair para a rua. Um deles confessou a posse de mais drogas em seu quarto, admitindo ser o responsável pela venda dos entorpecentes.

Como resultado disso, as autoridades policiais conduziram uma minuciosa revista na residência, onde descobriram substâncias entorpecentes e materiais para embalagem. Em um quarto localizado no andar superior da habitação, indicado pelo estudante detido, foram encontradas diversas porções de maconha a granel, além de uma porção compacta em formato de tijolo, pesando 340 gramas, totalizando 850 gramas de drogas. Adicionalmente, na cozinha, os policiais identificaram um saco e um prato contendo algumas drogas sintéticas. Na sala, foram localizadas balanças de precisão, um embalador a vácuo, uma tesoura, plástico para embalagem a vácuo e seis caixas de anestésicos veterinários utilizados na produção de quetamina.

De acordo com relatos do policial, "diversos tipos de maconha estavam presentes, sendo que parte delas estava meticulosamente embalada a vácuo". O estudante detido informou às autoridades que a droga provinha do Rio Grande do Sul e que ele a adquiria em quantidades de 100 gramas por R$ 1 mil, revendendo-a por R$ 2 mil.

Na delegacia, o estudante de 23 anos admitiu a responsabilidade pelo material encontrado, resultando em sua prisão por tráfico de drogas. Seu colega, cujo quarto continha algumas porções de maconha, responderá em liberdade. Os outros três colegas foram liberados. O incidente foi oficialmente registrado no 1º Distrito Policial (DP), e o universitário permanece sob custódia, aguardando a decisão judicial.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por