BARBARIDADE

Morre bebê baleado por motoboy em Nova Odessa

Agressor queria atingir a ex, mas acabou errando o alvo

Alenita Ramirez/[email protected]
11/05/2024 às 15:07.
Atualizado em 11/05/2024 às 15:07
 (Divulgação)

(Divulgação)

O bebê recém-nascido, filho da jovem baleada em Nova Odessa no último dia 2 pelo ex-namorado de sua amiga, não resistiu e morreu na tarde da última quarta- feira. Tanto a mãe quanto o bebê estavam internados em estado gravíssimo desde o dia do crime no Hospital Estadual Sumaré (HES).

O parto ocorreu por cesariana no mesmo dia em que a jovem foi alvejada. Até o momento, a mulher permanece hospitalizada. A notícia do falecimento do bebê foi divulgada pelo pai da criança em suas redes sociais e confirmada pela Polícia Civil anteontem. No dia do atentado, o agressor foi preso em flagrante enquanto buscava atendimento no Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia, em Nova Odessa.

Ele alegou que apenas pretendia amedrontar sua ex-companheira, mas errou o alvo e atingiu a jovem que conversava na calçada com a amiga. Na ocasião, ele foi autuado por tentativa de feminicídio e homicídio. Agora, de acordo com a Polícia Civil, ele também será responsabilizado pelo homicídio do bebê. A vítima, uma jovem de 22 anos, foi atingida na perna enquanto conversava com a ex-companheira do agressor, o atual marido dela e outras pessoas, em frente à casa dela, localizada na Rua Emília Pelisson Fadel, no bairro São Manoel.

Inicialmente, a gestante foi socorrida no hospital em Nova Odessa, mas, devido à gravidade de seu estado de saúde, foi transferida para o HES. O HES informou no dia do crime que a jovem havia dado entrada em estado gravíssimo na unidade, em decorrência de um choque hemorrágico. Foi necessário realizar uma cesariana de emergência, e o recémnascido foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva neonatal (UTI). Após seis dias de internação, o bebê não resistiu.

O sepultamento ocorreu nesta quinta-feira (9), no Cemitério Municipal de Nova Odessa. O agressor, que trabalha como motoboy, chegou ao local do crime de moto, portando uma mochila de entregas onde estava guardado o rifle utilizado no ataque. Alegou ter adquirido a arma há três meses para sua própria defesa. Após estacionar a motocicleta, começou a efetuar disparos. Após os tiros, o marido da vítima entrou em luta corporal com o atirador, que fugiu na moto, deixando para trás a arma e o capacete.

Posteriormente, o autor dos disparos dirigiu-se à delegacia do município com a intenção de registrar uma queixa por agressão, mas foi orientado pelos policiais a buscar primeiro atendimento médico para tratar suas lesões. Mais tarde, ao retornar à delegacia, foi novamente detido pelos guardas municipais e encaminhado às autoridades competentes para as devidas providências legais.

Siga o perfil do Correio Popular no Instagram.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por