‘OPERAÇÃO ÚLTIMA INSTÂNCIA’

Em Campinas, agentes cumprem 4 mandados em ação contra tráfico de drogas

Ação ocorreu na região central e no Jardim das Bandeiras

Do Correio.com
04/08/2022 às 10:19.
Atualizado em 04/08/2022 às 10:19

Foram expedidos 65 mandados de busca e apreensão e 25 de prisões preventivas (Divulgação)

Ao menos 15 pessoas foram presas até o meio-dia desta quarta-feira (3), durante operação “Última Instância”, deflagrada pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), de Sorocaba, no combate a uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas nacional e internacional, envolvendo execuções nos tribunais do crime. 

Foram expedidos 65 mandados de busca e apreensão e 25 de prisões preventivas. Os alvos foram as cidades de Sorocaba, Araçoiaba da Serra, Campinas, Santos, Praia Grande, Francisco Morato, Cotia, São Bernardo, São Caetano, Santo André, Mauá, Guarulhos, Arujá, além das regiões Norte, Sul e Leste da capital. 

Em Campinas, agentes da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e do Grupo de Operações Especiais (GOE), ligados a Deic, cumpriram quatro mandados de busca e apreensão na região central da cidade e no Jd. das Bandeiras, mas nada foi localizado. Um dos alvos no município é apontado como “juiz” executor em um tribunal do crime. 

De acordo com a Polícia Civil, a organização criminosa conta com diversos membros espalhados por todo o país, que atuam em três núcleos, cujas atribuições e responsabilidades representavam níveis hierárquicos distintos. 

Em um primeiro momento, os policiais identificaram dois desses núcleos, com forte atuação no município de Sorocaba e região. Na sequência, descobriram os grupos que são encarregados de julgar as ações e rumos da facção, neste caso, os juízes do crime. 

As investigações, que se estendem também a Ibiúna, duraram aproximadamente dois anos e apontaram que dos três núcleos da quadrilha, dois funcionavam em Sorocaba. Por isso, a cidade seria a sede da atividade ilegal. Ainda conforme a polícia, a quadrilha traficava para várias cidades do estado e exterior.

Entre os presos na operação, alguns foram apontados como integrantes do alto escalão da organização criminosa. Eles foram levados à sede da Deic e devem passar por audiência de custódia.

A ação resultou em prisões em Santos, Grande São Paulo e em Arujá, onde os agentes apreenderam aproximadamente 60 quilos de drogas e cerca de R$ 60 mil. 

No litoral paulista, um homem de 33 anos foi preso, suspeito de ser o responsável por decidir as punições para as pessoas que descumpriam as regras da organização.

Em Santo André, os policiais localizaram em um imóvel, um fuzil e quatro pistolas 9mm, além de munições. O dono da propriedade foi preso. Também foram apreendidos na operação celulares e documentos que possam ajudar nas investigações. Todo o material passará por perícia. 

De acordo com a Deic de Sorocaba, mais de 330 policiais participam da operação, que contou com o auxílio de helicópteros, drones e mais de 110 viaturas.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por