XEQUE-MATE

Explicações...

Carlos Cruz
17/11/2023 às 11:04.
Atualizado em 17/11/2023 às 11:04
Ministério da Justiça (Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

Ministério da Justiça (Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

O episódio ocorrido no Ministério da Justiça, quando a ex-Deputada Estadual do Rio de Janeiro, Janira Rocha, do PSOL, levou para audiência no Ministério, Luciane Barbosa Faria, a chamada “dama do tráfico amazonense” e mulher de Clemilson dos Santos Faria, o Tio Patinhas, um dos chefes do Comando Vermelho no Amazonas, está causando “stress” e exigindo sucessivas “explicações”. Até o Presidente Lula manifestou-se em sua rede social, defendendo o Ministro Flávio Dino.

...necessárias 

O certo é que Flávio Dino está sendo alvo de ataques da oposição e de “fogo amigo”, principalmente do PT, que não o quer no Ministério e muito menos no Supremo Tribunal Federal. Dino, até então franco favorito na corrida pela indicação do novo Ministro do Supremo Tribunal Federal, com o episódio, vê suas chances se esvaírem, perdendo espaço para o Advogado Geral da União, Jorge Messias, que mesmo, sabidamente, não possuir “inegável saber jurídico”, é o preferido do Partido dos Trabalhadores. Corre por fora, o Presidente do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas.

CPI...

A “caótica” situação da distribuição de energia na capital paulista, com regiões que ficaram no escuro” por dias seguidos, causou problemas de toda ordem. A responsabilidade é da ENEL Energia, exigindose dela explicações convincentes para justificar o ocorrido.

...do “apagão”

Para entender melhor as razões do “apagão”, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo instalou uma CPI, convocando o Presidente do Grupo ENEL para se explicar junto aos parlamentares. Para tanto, houve uma “audiência” da Comissão, em que o representante da Empresa foi apresentar as razões e as justificativas da Empresa, argumentando que a maior causa foi a “queda de árvores”.

xxx

O inusitado foi que, no meio da “audiência” para esclarecer os “apagões”, não mais que de repente a “força” caiu, e a Assembleia Legislativa ficou às escuras, motivado por um repentino “apagão”. “Onde já se viu?”

LIBRA

Não se admite que Campinas, com a terceira população do Estado e com uma respeitável comunidade de “deficientes auditivos”, não tenha a implantação da “plataforma” que proporciona “cidadania” aos deficientes auditivos através da conversação por “libras”, como uma das duzentas e cinquenta ações a serem anunciadas até o dia quatorze de julho próximo.

...nas comemorações

A Secretária Vandecleya Moro, responsável pelas políticas do município voltadas às pessoas com deficiência deve “apressar” para que Campinas ofereça o benefício, e convença o Prefeito Dário Saadi a disponibilizálo em solenidade festiva, fazendo parte das duzentas e cinquenta realizações do aniversário da cidade.

xxx

Assim fazendo, repetirá iniciativa tomada pelo Governo Federal, Senado, Câmara dos Deputados, Governo do Estado e as grandes cidades do Estado que já disponibilizaram, em solenidades festejadas e concorridas. Correção O leitor Adilson Roberto Gonçalves observa pequeno erro de conta feita pela “coluna”, quando afirmou que, por força da Constituição de sessenta e sete passamos a ser a República Federativa do Brasil, “há cinquenta e três anos”, quando o correto é “há cinquenta e seis anos”. Ao fazermos a correção necessária, agradecemos ao nosso atento leitor.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por