XEQUE-MATE DO ESPORTE

Depoimentos

Paulo Reda
03/04/2024 às 16:13.
Atualizado em 03/04/2024 às 16:13
Novo totem do Guarani é instalado na Praça Carlos Gomes e comemora 113 anos de fundação do clube (Fernanda Sunega/ PMC)

Novo totem do Guarani é instalado na Praça Carlos Gomes e comemora 113 anos de fundação do clube (Fernanda Sunega/ PMC)

O dia de ontem foi marcado por depoimentos de vários ídolos do Guarani em celebração ao aniversário de 113 anos do clube campineiro. Um dos relatos mais curiosos apresentados durante a celebração foi o do ex-camisa 10 Neto, que apareceu em vídeo nas redes sociais trajando o uniforme com a qual estreou como profissional no Bugre. “Foi em 1984, contra o Juventus, da Mooca, e eu fiz o gol”, lembrou o camisa 10. “Eu tinha apenas 16 anos e 8 meses”.

Marco zero

“Aqui foi fundado o Guarani FC – 02/04/1911”, diz o símbolo, inaugurado ontem, no espaço da Praça Carlos Gomes, onde aconteceu a reunião que definiu o nome, as cores e a primeira diretoria do clube, há 113 anos. O formato segue o padrão dos totens utilizados nas demais praças públicas de Campinas. O chamado “marco zero” substitui o anterior, que foi alvo de vandalismo, e tem um destaque maior em comparação com o antigo.

FRASE

“Desde o primeiro dia, a gente sentiu muita confiança, sabíamos que a forma de jogo proposta daria certo”.

Rodrygo, atacante do Real Madrid, sobre o trabalho do Dorival Júnior

Boa contratação
Levando em conta a performance no Paulista e na Copa do Brasil, o Guarani anunciou uma boa contratação ontem. O meia Luan Dias se destacou nesses primeiros meses do ano e era alvo de outros clubes. Resta saber se o Luan Dias do Guarani será o mesmo do Água Santa. No ano passado, após ser vice-campeão paulista pelo clube de Diadema, ele passou pelo Santos e foi embora sem deixar saudade na Vila Belmiro.

Polêmica
As mudanças culturais são lentas. Às vezes constatamos passos para trás. O Santos anunciou ontem o retorno do técnico Kleiton Lima ao time feminino. É sua terceira passagem. A mexida se justifica pela pontuação. São quatro pontos em quatro rodadas e a 12ª posição. Tudo seria normal se não fosse por um detalhe: Kleiton havia deixado o clube em setembro do ano passado após denúncias anônimas de jogadoras contra ele. O técnico havia sido acusado de assédio sexual e moral.

Polêmica 1
De acordo com informações do Globo Esporte.com, Thais Picarte, gestora do futebol feminino do Santos, comunicou à diretoria o andamento das conversas com Kleiton. Penso que cabe a pergunta: a dirigente não se importou com as denúncias? Ou aceitou as explicações do treinador? Ou deu o caso por encerrado?

Polêmica 2
Após sair do Santos, Lima não viu a investigação contra ele evoluir na esfera jurídica. As informações do portal Globo Esporte.com dão conta de que Kleiton Lima conta com o apoio e o entusiasmo de boa parte do grupo para voltar a trabalhar no Peixe. Em janeiro, o treinador procurou a Polícia Civil para acusar uma jogadora de calúnia pelas denúncias que sofreu. Segundo ele, essa mesma atleta escreveu as cartas que foram entregues à direção do Santos e à Justiça. A história está longe do fim.

Jeito e cara de Brigatti
Os reforços e os jogadores não disfarçam a intenção da Ponte Preta de reforçar o estilo de João Brigatti no gramado. Uma equipe forte na parte física, com boa estatura e que tenha velocidade para atacar pelos lados. Foi assim que deu certo em muitos jogos do Campeonato Paulista. Espera-se que dê certo. E se não der? A ligação umbilical com o treinador faz com que esse elenco tenha que atuar em alto nível na Série B. Caso contrário, é dor de cabeça na certa.

Justiça
O São Paulo acionou o Botafogo na Justiça para cobrar o valor que o clube carioca deve referente à compra do meia Tchê Tchê, acertada em abril de 2022. São cobrados R$ 3,7 milhões. A dívida foi confirmada pelo Botafogo, que espera um acordo com a diretoria paulista. O valor acertado entre os clubes, na época, foi de R$ 4,8 milhões, que seriam pagos em parcelas pelo Botafogo.

STJD

A direção do Palmeiras ingressou com uma Medida Inominada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) contra o americano John Textor, dono da SAF do Botafogo. O dirigente causou polêmica nos últimos dias por sugerir que o clube paulista foi beneficiado por um suposto esquema de manipulação de resultados. Na Medida Inominada, com pedido de liminar, o Palmeiras pede que o americano se abstenha de mencionar ou fazer referência ao time paulista "por qualquer meio ou veículo sob pena de multa e suspensão".
COLABORARAM: ELIAS AREDES E SILVIO BEGATTI

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por