xeque-mate da economia

Compra do Twitter

Estéfano Barioni
18/05/2022 às 19:14.
Atualizado em 19/05/2022 às 09:19

Elon Musk, o homem mais rico do mundo, suspendeu, por ora, a compra do Twitter (Divulgação)

A compra do Twitter pelo bilionário Elon Musk, o homem mais rico do mundo, está suspensa. Depois de ter assinado um acordo para a transação, no valor de US$ 44 bilhões, as negociações entraram em um impasse envolvendo o número de contas falsas dentro da plataforma. Elon Musk diz que não seguirá com o acordo se o número de contas falsas for superior a 5%. 

Spam

As contas falsas são os robôs de spam, contas criadas e operadas de maneira automática por computador para movimentar determinados assuntos e criar audiência artificial contra ou a favor de determinadas pessoas. Segundo estimativas do próprio Twitter, as contas falsas representariam menos de 5% da base de usuários monetizáveis. 

FRASE

"Nada pode ser feito a não ser pouco a pouco."
Charles Baudelaire, poeta francês

Contas

O Twitter possui cerca de 330 milhões de contas ativas, das quais a empresa estima que 177 milhões são de usuários que acessam a rede em bases quase diárias e são considerados monetizáveis, ou seja, frequentes o suficiente para responder a campanhas de marketing, podendo gerar ganhos financeiros para a empresa. 

Contas 2

Assim, a empresa estaria alegando que menos de 10 milhões de usuários da rede são na verdade robôs. Outros cálculos independentes já estimam que o número de contas falsas pode estar entre 30 e 50 milhões de contas. Considerando ainda que os robôs estariam entre as contas mais ativas da rede, a diferença é significativa. 

Marketing

Como a maioria das redes sociais, o Twitter não cobra nada de seus usuários e tem suas receitas geradas pelas campanhas publicitárias desenvolvidas na plataforma. Portanto, o tamanho da audiência importa, pois nenhuma empresa quer gastar seu dinheiro realizando anúncios para robôs que não irão comprar nada. 

Marketing 2

Por outro lado, não é só o tamanho da audiência que conta. Para avaliar o sucesso (e o valor) de uma campanha publicitária, é preciso utilizar métricas que vão muito além do número de pessoas expostas aos anúncios. O marketing tem diversas ferramentas para avaliar as respostas obtidas, algumas especificamente desenvolvidas para o segmento digital. 

Discussão

Embora a questão das contas falsas seja relevante do ponto de vista das finanças da empresa, o mais provável é que o impasse esteja sendo motivado por outros fatores. A discussão sobre esse tema, ao invés de se restringir às partes interessadas, tem sido travada publicamente. E de maneira bastante acalorada, diga-se de passagem. 

Motivos

Existem motivos de sobra para que Musk tenha segundos pensamentos sobre a aquisição. Ele não conseguiu todo o financiamento que pretendia para concretizar a operação. E as ações da Tesla, sua empresa de carros elétricos, perderam 10% de seu valor com o receio de que ele tivesse que realizar uma venda em massa de papéis para poder financiar a compra do Twitter. 

Polêmicas

Elon Musk já se envolveu em diversas polêmicas por provocar perturbações no mercado. Por ter muitos seguidores nas redes sociais, e ser tido como um guru das finanças, o que ele declara acaba tendo reflexos no mercado. Ele já fez isso com criptomoedas e com as ações da Tesla, inclusive sendo investigado pela autoridade reguladora dos mercados nos Estados Unidos.

Multa

O acordo assinado com a proposta de compra do Twitter prevê uma salgada multa de US$ 1 bilhão caso uma das partes desista de seguir com a transação. Essa multa teria que ser paga ao empresário caso a assembleia de acionistas do Twitter decidisse não aprovar a transação, ou ser paga à empresa caso Musk não consiga reunir os recursos necessários para o negócio.

Melar o Negócio

A criação do impasse poderia ser uma via intermediária para "melar" o negócio e escapar da multa. Mas nem todas as partes escaparão ilesas. As ações do Twitter caíram quase 20% desde o início da polêmica, provocando uma perda de quase US$ 7,5 bilhões em valor. E ficará claro que até o homem mais rico do mundo pode tentar dar um passo maior do que perna. 
 

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por