xeque-mate da economia

Bitcoin

Estéfano Barioni
22/06/2022 às 21:55.
Atualizado em 23/06/2022 às 08:28

As Bitcoins e outras criptomoedas têm sofrido bastante nos últimos meses e acumulam grandes perdas de valor (Divulgação)

As Bitcoins e outras criptomoedas têm sofrido bastante nos últimos meses e acumulam grandes perdas de valor. Com a elevação do preço das commodities e com a alta das taxas de juros, especialmente nos Estados Unidos e no Reino Unido, os ativos mais tradicionais têm atraído mais os investidores, que buscam segurança nesse momento de turbulência financeira. 

Perdas

No começo deste ano, as Bitcoins estavam cotadas a 47,7 mil dólares, ou o equivalente a R$ 269 mil, pela cotação do início do ano. Agora, as Bitcoins estão sendo cotadas a cerca de 20 mil dólares, acumulando perdas de 58% de seu valor em dólares. Por conta da desvalorização do Dólar frente ao Real, a perda em Reais foi maior. Hoje, uma Bitcoin vale cerca de R$ 104 mil, chegando a uma perda de 61% em Reais, somente neste ano. 

FRASE

"Bitcoin é como qualquer outra coisa: vale o que as pessoas estão dispostas a pagar por ele."
Stanley Druckenmiller, gestor de fundos

Perdas 2

Em relação ao máximo histórico, atingido no começo de novembro do ano passado, as perdas foram ainda mais severas. Naquele momento, uma Bitcoin estava valendo US$ 67.560, ou o equivalente a pouco mais de R$ 376.500 pela cotação da época. Dessa forma, as cotações atuais representam perdas de 70% em Dólares e de mais de 72% em Reais, em relação à cotação máxima histórica.

Risco

Mesmo as ações de empresas sólidas sofrem perdas de valor em ambientes econômicos mais hostis. Quando o nível de incerteza é grande e os investimentos mais seguros (as aplicações em renda fixa) começam a remunerar mais devido ao aumento das taxas de juros, as empresas perdem valor de mercado pois os investidores passam a exigir maiores ganhos para compensar o risco assumido. 

Rendimentos

Os títulos de renda fixa são mais seguros e geram rendimentos a partir dos juros sobre o capital aplicado. Ações geram dividendos por conta dos lucros gerados na operação das empresas. O investimento em imóveis também pode gerar retornos a partir dos alugueis cobrados. Já as criptomoedas não geram nenhum rendimento por si mesmas e os ganhos do investidor depende inteiramente da variação na cotação. 

Criptomoedas

O motivo das perdas acentuadas tem a ver com o ambiente econômico adverso e com a própria natureza das criptomoedas. As moedas digitais são desvinculadas da economia real, não possuem nenhum valor intrínseco e não possuem nenhuma autoridade monetária que garanta o seu valor ou sua aceitação em transações correntes. 

Raridade

Assim, o valor das criptomoedas depende exclusivamente da oferta e da demanda por elas. No caso das Bitcoins, a oferta inclui uma escassez programada. A "mineração" de Bitcoins, como é chamado o processo de criação digital de novas unidades de Bitcoins, é cada vez mais difícil a cada nova Bitcoin criada. Isso garante uma limitação na oferta, que deveria manter as Bitcoins como um ativo relativamente raro e, portanto, valioso. 

Demanda

O problema está na outra ponta, a demanda. Por mais que a oferta de Bitcoins seja limitada e programada para garantir a sua escassez, se a demanda cai muito, acaba arrastando para baixo também o valor da criptomoeda, pois a escassez é sempre um valor relativo. E, no momento atual, a demanda por ativos tão arriscados como criptomoedas tornou-se bastante pequena. 

Celsius

O sentimento de insegurança ao redor das criptomoedas aumentou depois que a Celsius, uma empresa norte-americana de investimentos através de criptomoedas, simplesmente congelou as retiradas de seus quase 500 mil clientes, alegando condições de mercado adversas. Os clientes da empresa ficaram sem qualquer tipo de acesso aos valores investidos, que somam cerca de 8 bilhões de dólares. 

Risco e Benefício

O valor de um ativo depende da expectativa que o investidor tem na valorização propriamente dita do ativo e da sua capacidade de gerar retornos. Essa valorização depende da relação entre os benefícios gerados e o risco associado ao ativo. No caso das criptomoedas, essa relação entre risco e benefício está bastante desfavorável. 
 

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por