futebol

Em contagem regressiva para a Copa no Catar

A edição de 2022 da maior competição de futebol do mundo será atípica em relação à época do ano, mas desde já os brasileiros estão na expectativa para ver nossa Seleção jogar

Karina Fusco
11/07/2022 às 14:32.
Atualizado em 11/07/2022 às 14:36

Guilherme Goes (à direita) com o amigo Hugo Ruano em Rostov, na Rússia, em 2018: planejamento é essencial para viajar e acompanhar de perto a Copa do Mundo (Arquivo Pessoal)

Estamos a 130 dias da Copa do Mundo no Catar. Os apaixonados por futebol certamente estão em contagem regressiva para acompanhar o grande evento esportivo que faz com que nações inteiras torçam para seus times.

A Copa do Catar acontecerá entre 21 de novembro e 18 de dezembro. Holanda e Senegal abrem os jogos e a fase de grupos se estende até 2 de dezembro. São 32 países disputando o título, entre eles o Brasil, mais uma vez sob o comando do técnico Tite. E, de novo, os brasileiros seguem com esperança de levantar a taça, exatamente 20 anos depois do pentacampeonato no Japão. O primeiro jogo da Seleção Brasileira será no dia 24 de novembro, às 16h, contra a Sérvia.

Ver de perto a nossa seleção jogando é uma experiência contagiante e inesquecível. O empresário e advogado Guilherme Goes, de 40 anos, sabe bem disso e já está com tudo encaminhado para acompanhar o Brasil jogando no Catar. Será a sua quinta Copa do Mundo. “Comecei na Alemanha em 2006 e não parei mais. Sempre que uma Copa termina, o planejamento para a próxima tem início imediato. A motivação vem da primeira experiência”, revela.

Ele ressalta que o planejamento financeiro é primordial para viabilizar a viagem. “Principalmente para a Copa deste ano. Tudo muito caro e escasso. Não há opções de hotéis e voos para todos os bolsos. Resumindo, quem se programou por quatro anos, com disciplina, torna mais fácil a missão”, diz.

Guilherme irá para o Catar em um grupo de 20 amigos tendo como prioridade ver o Brasil jogar e como, pela primeira vez na história, haverá apenas uma grande cidade-sede (Doha), os passeios e a programação para provar a gastronomia do país serão todos por lá. “A ideia sempre é acompanhar a Seleção até o final. Se perder, vou embora. Mas, o Brasil desacreditado numa Copa pode significar campeão. Foi assim em 1994 e 2002. Confio nisso!”, afirma o campineiro.

As peculiaridades do Catar

Diferente das outras edições, sobretudo da anterior, que teve a extensa Rússia como sede, a Copa de 2022 tem algumas peculiaridades. A primeira é que ela será no fim do ano ao invés de junho e julho. Essa mudança ocorreu por conta do clima. Em novembro e dezembro a temperatura média do Catar é de 25º C. Se fosse agora, os termômetros marcam a média de 40º C, um calor insuportável para encarar 90 minutos no campo.

Outra mudança: a seleção anfitriã não fará o jogo de abertura da competição, como normalmente ocorre. O time do Catar entra em campo apenas no terceiro jogo do dia, às 13h, contra o Equador.

A edição será disputada em oito estádios como o monumental Estádio Nacional de Lusail, que terá jogos em todas as fases e será palco da final da competição. As 32 seleções classificadas estão divididas em oito grupos de quatro times.

Os torcedores precisam ficar atentos a algumas regras do país. Como há restrições rígidas ao consumo de álcool, não se pode beber em qualquer lugar. Bebidas alcoólicas são vendidas por lá em bares de hotéis luxuosos, sendo que um copo de cerveja pode custar até 13 dólares. Os organizadores garantiram, no entanto, que haverá venda em áreas especiais para torcedores durante o torneio.

Como o custo de alimentos e bebidas é alto por lá, a regra principal para curtir a viagem é pagar o que for possível antes de embarcar. Passagens aéreas, estadia, seguro e ingressos dos jogos... tudo deve estar quitado no momento da viagem. “Quanto maior a antecedência de guardar dinheiro para realizar o sonho de assistir à Copa de perto, maiores são as chances de evitar dívidas após a viagem”, afirma Ricardo Teixeira, da Fundação Getúlio Vargas (FGV). E lá, a dica do especialista é também controlar os gastos. A moeda oficial do país-sede da Copa é o Rial Catar, mas a indicação para os brasileiros é que levem dólar. 

Para quem se organizou, arrumar as malas será apenas um detalhe na fase final. E para quem não vai conseguir ir desta vez, que tal já começar a pensar na Copa de 2026, que pela primeira vez será sediada por três países conjuntamente: Estados Unidos, Canadá e México?

DE OLHO NAS DATAS DOS JOGOS 

• De 21/11 a 02/12 - Fase de grupos 

• De 03 a 06/12 - Oitavas de  Final 

• 09 e 10/12 - Quartas de  Final 

• 13 e 14/12 - Semifinais 

• 17/12 - Disputa pelo 3º lugar 

• 18/12 - Final 

O BRASIL EM CAMPO NA 1ª FASE 

• 24/11 (5ª-feira), às 16h - Brasil x Sérvia 

• 28/11 (2ª-feira), às 13h – Brasil x Suíça 

• 02/12 (6ª-feria), às 13h – Brasil x Camarões

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por