Publicado 30 de Setembro de 2021 - 18h48

Por Do Correio Popular

No conteúdo dos cursos, estão temas como Redes Sociais, Plataformas de Videoconferência, Aplicativos, Arquivos compartilhados e em nuvem, entre outros

Divulgação

No conteúdo dos cursos, estão temas como Redes Sociais, Plataformas de Videoconferência, Aplicativos, Arquivos compartilhados e em nuvem, entre outros

Quebrando o tabu da tecnologia para jovens, cresce o número de idosos conectados e interessados em aprender mais sobre a infinidade de recursos disponíveis nos equipamentos eletrônicos. O aumento da expectativa de vida, a ampliação do tempo de permanência em atividades profissionais e a pandemia - que impôs a conexão online para a maioria dos relacionamentos – evidenciou na geração com mais de 60 anos muita vontade de aprender, mas dificuldade para lidar com as inovações. Para atender a esse público, o projeto Vitalità da PUC-Campinas está oferecendo vagas gratuitas em oficinas de Longevidade Digital e, também, em Empreendedorismo.

Vanderlei Palandrani Junior, gestor do Centro de Envelhecimento e Longevidade (Vitalità) da universidade, conta que 100 novas vagas gratuitas foram abertas em setembro para as oficinas de tecnologia digital. Elas complementam outras 200 vagas que já haviam sido abertas em agosto, para ensinar recursos básicos de informática. As aulas são individuais e ministradas à distância por alunos de extensão e supervisionadas pelo professor Fernando Ernesto Kintschner. No conteúdo temas como Redes Sociais, Plataformas de Videoconferência, Aplicativos, Arquivos compartilhados e em nuvem, entre outros. Os dias e horários das aulas serão combinadas de acordo com a disponibilidade do interessado, que pode se inscrever pelo site: https://www.puc-campinas.edu.br/vitalita/oficinas-de-longevidade-digital/.

A abertura dos cursos gratuitos foi uma forma de comemorar a conquista do selo Universidade Amiga do Idoso, concedido por rede internacional de instituições de ensino superior. A Puc-Campinas é a primeira da América do Sul a receber o título e “é um reconhecimento à universidade que valoriza as pessoas à medida que envelhecem”, diz a professora Mariana Reis Santimaria, responsável pelos projetos do Vitalità, que também oferece oficinas gratuitas de hortas, canto e clube de leitura. Informações solicitadas por e-mail: [email protected]

As oficinas de Longevidade Digital ganharam mais 100 vagas. E para os idosos interessados em empreender há outras opções gratuitas, em parceria com o Sebrae: são 240 vagas oferecidas em 12 oficinas com temas diversos: Como começar, Negociação para Empreender, Marketing, Finanças, Plano de Negócio (Canvas) e Formalização. As aulas começam no dia 29 de setembro e as inscrições são feitas pelo site:

https://www.puc-campinas.edu.br/evento/oficinas-60-empreendedorismo-vitalita/.

 

Escrito por:

Do Correio Popular