FALTA POUCO

Na Ponte, preparativos finais para a Série B

Ponte Preta vence jogo-treino, faz testes e acelera ajustes antes da estreia contra o Coritiba

Esportes Já
08/04/2024 às 09:54.
Atualizado em 08/04/2024 às 09:54
O goleiro William chegou para reforçar a posição de goleiro na Ponte Preta (Ponte Press – Marcos Ribolli)

O goleiro William chegou para reforçar a posição de goleiro na Ponte Preta (Ponte Press – Marcos Ribolli)

A vitória por 5 a 2 sobre o Paulista de Jundiaí no jogo realizado no último sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, deu a largada para a fase derradeira de preparação da Ponte Preta para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, contra o Coritiba, dentro de casa, no dia 19, 20 ou 21 de abril. 

Apesar da ausência de divulgação na escalação, já se sabe que o técnico João Brigatti aproveitou os três tempos de 40 minutos para testar uma formação com três atacantes, hipótese que ganhou musculatura após a chegada de Matheus Régis e a presença dos centroavantes Gabriel Novaes, Venícius e Jeh, que ainda continua no elenco apesar das especulações sobre sua saída para o Santos. 

O jogo treino e as atividades com bola até a estreia, que será entre os dias 19 e 21 abril, servirão para Brigatti apagar preocupações. A primeira é que, apesar de encontrar-se satisfeito com o esquema com três zagueiros, o treinador considera que o time ainda abre muito espaço para o arremate dos oponentes, o que provoca o protagonismo do goleiro Pedro Rocha. Aprimorar a recomposição defensiva é outra preocupação do treinador, já que alguns atletas nos últimos jogos do Campeonato Paulista não apresentaram o mesmo apetite de marcação em relação aos companheiros.

Desde o início dos trabalhos, o técnico pontepretano avisou que sua obsessão era arquitetar uma equipe com “saúde”, ou seja, que demonstrasse vigor físico para disputar cada espaço do gramado, estratégia respaldada na reta final da Série B do ano passado, com o auxílio do preparador físico Thiago Vegette. 

O critério foi determinante para trazer os atuais reforços, que são o goleiro William, o zagueiro Joílson, os volantes Dudu Vieira e Lucas Buchecha e os atacantes Matheus Régis e Éverton Brito. O lateral-esquerdo Zé Mário, ex-Inter de Limeira, e o zagueiro Sérgio Raphael, do Nova Iguaçu, serão anunciados de maneira oficial nos próximos dias. A janela de transferência estará aberta até o dia 19 de abril e ficará focada apenas em atletas que atuaram nos campeonatos estaduais. 

PRAZOS 

De acordo com regulamento estipulado pela CBF, a Ponte Preta precisa contar com, no mínimo, 35 jogadores inscritos para a partida de estreia contra o Coritiba. Passado o prazo da atual janela de transferências, a Macaca só poderá contratar na segunda janela programada para o período de 10 de julho a 02 de setembro. 

O regulamento da CBF estabelece que cada clube poderá contar com, no máximo, 50 atletas e estes devem estar inscritos até o dia nove de setembro. Se ocorrer a necessidade de realizar a substituição de algum jogador, a data final será o dia 20 de setembro. Poderão ser efetuadas oito substituições.

MOBILIZAÇÃO NA INTERNET 

Enquanto colocava em marcha o planejamento para a Série B, os jogadores da Ponte Preta e o próprio clube, em suas redes sociais, encamparam uma campanha que invadiu a internet. A história começou quando o ator Vincent Martella, intérprete do personagem Greg na série “Todo Mundo Odeia o Chris”, vestiu uma camiseta em homenagem ao Brasil. Os fãs fizeram, então, um mutirão para que ele ultrapassasse o número de seguidores no Instagram de Tyler James Williams, que faz o papel do protagonista Chris e que já reclamou do fanatismo do público brasileiro que inundava as suas redes sociais com dezenas de comentários por minuto. 

A estratégia deu resultado, pois Martella, que tinha um número inferior a 1 milhão de seguidores no início da campanha, chegou a 3,8 milhões de seguidores e superou Tyler, atualmente com 2,3 milhões. Foi neste contexto que voltou a aparecer uma montagem realizada em 2011 e que atribuiu uma camisa de clube paulista para cada personagem de "Todo Mundo Odeia o Chris". Tyler Williams aparece com o uniforme do Corinthians. Terry Crews, o Julius, está com a camisa do Palmeiras, e Tichina Arnold, a Rochelle, com a do São Paulo. 

A montagem ainda mostra Drew, personagem de Tequan Richmond, com a camisa do Santos, e Tonya, papel de Imani Hakim, com a da Portuguesa. Foi o suficiente para Vincent Martella, o Greg, ser a inspiração para a criação do meme "Greg Pontepretano" e ser o estopim para o pedido que ele “voltasse” a vestir a camisa da Macaca. Até agora, apesar dos apelos, o ator não deu qualquer resposta. 

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por