SEQUÊNCIA

João Brigatti busca melhoria de aproveitamento para buscar o pelotão de elite na temporada

Nesta passagem, o rendimento do técnico é próximo das equipes que asseguraram apenas a permanência na divisão

Esportes Já
01/04/2024 às 15:04.
Atualizado em 01/04/2024 às 15:04
Técnico pontepretano obteve a permanência na Segundona do ano passado e levou o time às quartas de final do Paulistão deste ano (Marcos Ribolli-Ponte Press)

Técnico pontepretano obteve a permanência na Segundona do ano passado e levou o time às quartas de final do Paulistão deste ano (Marcos Ribolli-Ponte Press)

Para a Ponte Preta sonhar com as primeiras posições da Série B do Campeonato Brasileiro, cuja largada será contra o Coritiba, no período de 19 a 21 de abril, no estádio Moisés Lucarelli, uma das prioridades será contar com uma melhoria de produtividade do técnico João Brigatti, que recentemente amargou a eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista para o Palmeiras. No retrospecto geral, o atual comandante da Alvinegra, em 21 jogos, tem seis vitórias, oito empates e sete derrotas, com aproveitamento de 41,26%, um saldo inferior em relação a sua última passagem, que foi em 2020. Nos 24 jogos em que trabalhou na ocasião, ele conquistou 52,70% dos pontos que disputou.

Quando conseguiu os acessos nos anos de 2011 e 2014, o desempenho da Macaca foi melhor. Em 2011, a equipe comandada por Gilson Kleina na Série B terminou na terceira colocação com 63 pontos e aproveitamento de 55%. Esse cartão de visitas foi fundamental para Gilson Kleina assumir o Palmeiras em 2012, na reta final da divisão de elite e terminar a sua primeira passagem na Ponte Preta com 115 jogos e 51% de aproveitamento.

Na outra campanha de acesso protagonizada em 2014, o técnico Guto Ferreira assumiu após o desligamento de Dado Cavalcanti e terminou a competição na segunda posição com 69 pontos e aproveitamento de 60%. Quando foi demitido, logo no início da Série A de 2015, o saldo do atual treinador do Coritiba era satisfatório, de 57,07% de aproveitamento em 66 partidas.

Ao se verificar o retrospecto de pontuação do quarto colocado da segundona nacional nesta década, verifica-se que a missão de João Brigatti não será fácil. Em 2021, o Avaí somou 64 pontos (aproveitamento de 56%) e terminou na quarta posição. Em 2022, o Vasco sofreu até as últimas rodadas, mas conseguiu o acesso na partida final contra o Ituano ao vencer por 1 a 0 e terminar com 62 pontos e 54% da pontuação total conquistada. No ano passado, o Atlético-GO comemorou o acesso ao terminar com a última vaga da zona de classificação e com 64 pontos.

Em contrapartida, caso a meta de João Brigatti e da atual Diretoria Executiva for apenas a de garantir a manutenção na divisão, a atual performance de João Brigatti é suficiente. O treinador assumiu em outubro do ano passado, após a equipe ter sido derrotada pelo ABC (RN), em Natal (RN), por 2 a 0. O revés produziu a queda do técnico Pintado. Nos oito jogos restantes, Brigatti obteve duas vitórias, três empates, três derrotas e um aproveitamento de 37,5% , o que ajudou a Macaca a terminar a segundona nacional na 15ª colocação com 42 pontos. O primeiro time fora da zona do rebaixamento foi a Chapecoense, que ficou com 40 pontos e 35% de aproveitamento.

João Brigatti teve um rendimento próximo daqueles que escaparam em anos anteriores. Em 2021, o Londrina terminou na 16ª colocação com 44 pontos, performance reprisada pelo Novorizontino em 2022. Ambos cravaram 38% de faturamento dos pontos disputados.

Com contrato renovado até o final da Série B, João Brigatti concedeu esperança ao torcedor pontepretano de que seu trabalho pode dar frutos a partir do desempenho no Campeonato Paulista, No torneio regional, a equipe ficou com o saldo de quatro vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Com isso, a Macaca ficou com 43,58% dos pontos que disputou.

Para melhorar a sua trajetória na Macaca, uma das apostas de João Brigatti são os jogadores que podem ser registrados a partir de hoje devido à brecha na legislação que permite a inscrição de atletas que atuaram nos campeonatos estaduais. Uma nova janela de contratação será aberta entre os dias 10 de julho a 02 de setembro. Até agora, a Alvinegra contratou o zagueiro Joílson, os volantes Lucas Buchecha e Dudu Vieira, além dos atacantes Everton Brito e Matheus Régis. O goleiro William Artur, por sua vez, desembarcou para disputar a suplência com Luan Ribeiro.

Segundo o estabelecido pelo regulamento da Série B, na primeira rodada, cada equipe terá que contar obrigatoriamente com 35 jogadores inscritos. O regulamento da CBF ainda estabelece que cada clube poderá contar com, no máximo, 50 atletas. O plantel definitivo deverá ser formado até o dia nove de setembro.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por