PONTE PRETA EM FOCO

Resultados aumentam pressão por mudanças

Com a Macaca na vice-lanterna, Hélio dos Anjos é alvo de degola

Júlio Nascimento
21/06/2022 às 21:10.
Atualizado em 22/06/2022 às 08:40

Ideia inicial da diretoria é respaldar Hélio dos Anjos para buscar uma reação ainda no primeiro turno (Diego Almeida/Pontepress)

Na vice-lanterna da Série B após duas derrotas consecutivas, diante do Londrina e do Cruzeiro, o departamento de futebol da Ponte Preta realizou uma série de reuniões para buscar soluções e evitar um novo rebaixamento na temporada. Em um primeiro momento, nenhuma mudança de nomes no vestiário foi apontada pelos dirigentes. O tom das conversas na última semana tem sido sobre remobilização. O presidente Marco Antônio Eberlin já disse ser adepto da filosofia famosa dos anos 90: mudar não mudando.

A ideia inicial é respaldar Hélio dos Anjos para buscar uma reação ainda no primeiro turno da Série B. Com apenas 12 pontos, a Macaca tem mais seis compromissos que são considerados acessíveis para deixar a zona de rebaixamento na transição da tabela para o returno. A conta ideal é chegar na 20ª rodada com 22 ou 23 pontos. Neste cenário, a equipe precisaria de três vitórias e um empate nos seis próximos jogos.

O calendário da Macaca reservou confrontos contra Sampaio Corrêa (em casa), Vila Nova (fora de casa), Tombense (em casa), CSA (fora de casa), Criciúma (fora de casa) e Náutico (em casa) na reta final do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Mesmo com respaldo da diretoria, a comissão técnica poderia sofrer com mudanças se a ausência de resultados positivos persistir por muito tempo.

Em contato com a reportagem, uma fonte ligada aos dirigentes garantiu que a mensagem transmitida para a comissão técnica é que a Macaca precisa ficar no mínimo fora da zona de rebaixamento na virada dos turnos. Não há qualquer margem de negociação para deixar de atingir o objetivo. Existe uma grande preocupação por conta das graves consequências no futuro se o clube sofrer com mais um rebaixamento na temporada. Tanto nas finanças, quanto na imagem da instituição.

Fica claro, por causa de toda a pressão estabelecida, que se a Macaca não tiver um uma vitória dentro do Moisés Lucarelli, contra o Sampaio Corrêa, nesta quinta-feira, às mudanças no vestiário serão novamente debatidas com antecedência. Ainda mais por conta da amizade de João Brigatti, atual treinador do América de Natal, com integrantes da diretoria executiva.

Confiança

Com apenas duas vitórias nos últimos dez jogos, o elenco da Ponte Preta tenta reconquistar a confiança do torcedor e dar a volta por cima na Série B. Neste período, a equipe de Hélio dos Anjos também empatou duas vezes e perdeu outros seis confrontos na competição. Mesmo com tamanha desconfiança, o lateral Igor Formiga acredita na recuperação da equipe a partir do jogo desta quinta-feira.

“A palavra que nós estamos usando internamente é motivação. O grupo acredita que pode melhorar na tabela. Vamos brigar para terminar o primeiro turno de uma forma que agrade o torcedor e tenho certeza que o segundo turno vai ser ainda melhor para todos nós”, comenta.

“A Série B é muito forte por conta da competitividade elevada. A gente precisa continuar trabalhando acreditando no resultado positivo e na volta por cima. Sabemos que não somos perfeitos. Temos errado, mas tentando acertar. Agora é intensificar os trabalhos para acertar ainda mais”, completa Formiga.

Sem Bernardo, suspenso contra o Cruzeiro, além de Norberto, ainda se condicionando, o lateral foi titular na última rodada – quando Hélio dos Anjos utilizou a formação com três zagueiros – e pode ser mantido para o confronto contra o Sampaio Corrêa, mesmo se a comissão técnica optar pela volta do sistema com uma linha de quatro jogadores.

“A gente trabalhou pouco a formação com três zagueiros, mas acredito que a adaptação tem sido rápida e agora fica a critério do treinador. Independente da formação, dos escolhidos para o time titular e do adversário, a gente trabalha da mesma forma para buscar os três pontos.
 

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por