Publicado 14 de Janeiro de 2022 - 8h20

Por Lucas Rossafa / Correio Popular

Todos os atletas estão com a vacinação em dia, fato que faz com que os sintomas sejam considerados leves

Diego Almeida/PontePress

Todos os atletas estão com a vacinação em dia, fato que faz com que os sintomas sejam considerados leves

O aumento do número de casos para Covid-19 após as festividades de final de ano também chegou à Ponte Preta.

Afinal, nove jogadores que seguiriam para pré-temporada em Itu e sete integrantes do staff tiveram resultado positivo para o novo coronavírus na última testagem feita pela Macaca.

Mais da metade deles está assintomática. Os profissionais que não estão apresentam sintomas leves - coriza, tosse e dor de garganta -, mas todos estão com vacinação em dia.

Todos ficaram em Campinas, forçando, portanto, a suspensão do início da pré-temporada fora da cidade.

Os atletas que estão contaminados são o goleiro Ygor Vinhas, o lateral-esquerdo Jean Carlos, os zagueiros Dedé, Fabrício Dornellas e Léo Santos, os volantes André Luís e Marcos Júnior, o meio-campista Wesley e o atacante Papa Faye.

Ivan, que havia sido liberado pela diretoria executiva para exames no Corinthians, também testou positivo e cumpre isolamento social.

O camisa 1, prestes a ter transferência sacramentada, vai se apresentar no CT Joaquim Grava apenas a partir da próxima semana.

Dependendo dos resultados dos próximos exames, o clube definirá pela manutenção ou não do período em Itu, que se iniciaria justamente nesta quarta-feira, e por uma nova data de início.

"Estamos monitorando e testando continuamente, como fizemos no ano passado. Na semana anterior e no último sábado, tivemos resultados positivos de alguns integrantes da comissão técnica, que foram prontamente isolados e colocados sob tratamento", afirma o médico Felipe Abreu.

"Esta foi a primeira vez com casos positivos entre os atletas. Como sempre, seguimos as diretrizes médicas e todos foram afastados. Eles estão sendo diariamente monitorados e recebendo toda a atenção do clube", emendou o coordenador do Departamento Médico alvinegro.

Precaução

A diretoria executiva da Ponte Preta sacramenta renovação contratual de João Veras por mais 18 meses.

Prestes a ser repassado por empréstimo ao Portimonense (POR), centroavante estendeu vínculo junto à Macaca de 31 de dezembro de 2022 até 30 de junho de 2024.

O camisa 45 vai defender o clube português com acordo vigente até junho de 2023, segundo negociação costurada entre as partes.

Se em um primeiro momento a transação não vai render nenhum centavo de forma imediato, a Alvinegra pode faturar uma bolada em médio ou longo prazo.

Após término do vínculo, em junho de 2023, os europeus têm a opção de comprar os direitos econômicos - 70% pertence aos campineiros e 30% ao XV de Piracicaba - por cerca de 500 mil euros, o equivalente a R$ 3,2 milhões. A ideia é manter uma fatia do passe para venda futura.

Aos 21 anos, Veras tinha prioridade de compra do São Paulo graças ao empréstimo gratuito de Marcos Júnior, porém a preferência terminou no final do ano passado.

Ele foi o principal destaque da Ponte Preta na Copa São Paulo de Futebol Júnior com três gols em cinco jogos.

Promovido ao profissional há dois anos, o atacante ganhou espaço com Fábio Moreno, porém saiu dos planos de Gilson Kleina depois de problemas de indisciplina nos últimos compromissos pela Série B do Campeonato Brasileiro - em 2021, foram cinco bolas na rede em 33 compromissos.

Decisão

A Ponte Preta enfrenta o Fluminense, nesta sexta-feira, pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em Matão, às 15h, no Estádio Hudson Buck Ferreira.

Além de desafiar o Tricolor das Laranjeiras, um dos principais formadores nas categorias de base, a Macaca, invicta em quatro jogos disputados, também terá de lidar com quatro desfalques por Covid-19 no elenco.

Escrito por:

Lucas Rossafa / Correio Popular