Publicado 14 de Novembro de 2021 - 9h53

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Com 43 pontos, a Macaca depende de vitória simples para exorcizar fantasma do rebaixamento

Diego Almeida/PontePress

Com 43 pontos, a Macaca depende de vitória simples para exorcizar fantasma do rebaixamento

A Ponte Preta entra em campo nessa segunda-feira em busca de vitória simples para garantir matematicamente a permanência na Série B do Campeonato Brasileiro.

Sem perder há quatro jogos, a Macaca visita o Londrina, no Estádio do Café, a partir das 16h, em duelo válido pela 36ª rodada.

Para este confronto direto na luta para se afastar da zona de rebaixamento, Gilson Kleina tem desfalque de Rodrigão, suspenso por três cartões amarelos.

Sem o centroavante, treinador pode apostar na entrada de Josiel, mantendo o sistema tático, ou reforçar o meio-campo com o esquema 4-4-2.

Uma alternativa mais improvável é João Veras, então reserva imediato e nem relacionado nos últimos cinco compromissos por opção e também por novos problemas de indisciplina.

“Todos os atletas tiveram oportunidades. É claro que poucos não jogaram. Vamos pensar no substituto. O Veras é um jogador que a gente vai conversar com o grupo. É um ativo e tem potencial. Nós temos que resolver da melhor maneira possível. Vamos ver de que forma vamos resolver. Portanto, é todos estarem comprometido com a causa da Ponte Preta”, avisou Kleina, em entrevista coletiva.

O plano C seria a entrada de Iago na ponta esquerda e Niltinho no lado esquerdo, enquanto Moisés, sem marcar há 13 jogos, atuaria mais centralizado.

Vetado do empate com o Botafogo por entorse no tornozelo, Léo Naldi tem presença improvável, enquanto o zagueiro Rayan, pelo mesmo motivo, fica fora de combate.

Crise

Com 43 pontos, a Ponte Preta convive, fora das quatro linhas, com novos problemas financeiros.

Afinal, os jogadores, a partir da rodada anterior, adotaram a greve do silêncio pela terceira vez no ano - as outras foram em setembro e em outubro.

“A Ponte Preta informa que os salários dos atletas neste mês está seis dias atrasado e que a diretoria pontepretana está envidando todos os esforços para que o acerto seja feito o mais rápido possível. Importante deixar claro que até então os salários (CLT) estavam em dia”, explica nota do clube.

“Além disso, dos 39 atletas do elenco, onze recebem também direito de imagem. Com estes, há pendências que variam de um a três meses de direito de imagem em aberto. Quando os vencimentos do atleta são compostos por salário e direito de imagem, o percentual da CLT é de, no mínimo, 60%. Os direitos de imagem, no máximo, 40%”, completa.

Ao que tudo indica, os profissionais não devem dar entrevistas até o momento em que parte das pendências sejam resolvidas pelo Departamento Financeiro.

Há certa insatisfação como os débitos constantes são conduzidos pela diretoria, que tem pecado ao não cumprir os acordos dentro dos prazos prometidos. O assunto, porém, não preocupa Kleina.

“Nós temos que estar focados com o resultado de campo. A diretoria, a administração e o presidente estão fazendo todos os esforços. Eu tenho certeza de que é questão de tempo para organizar. Eu acho que a transparência é que está fazendo a diferença para todos nós. Aqui nós não estamos negando nada. Nós estamos falando de olho para olho”, garantiu.

FICHA TÉCNICA:

LONDRINA X PONTE PRETA

LONDRINA:

César; Elacio Córdoba, Marcondes, Augusto e Eltinho; João Paulo, Johnny Lucas e Marcelo Freitas; Caprini, Zeca e Roberto.

Técnico: Márcio Fernandes

PONTE PRETA:

Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Ednei e Rafael Santos; Marcos Júnior, Yago Henrique e Fessin; Niltinho, Moisés e Josiel (Iago).

Técnico: Gilson Kleina

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular