Publicado 12 de Outubro de 2021 - 9h05

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Juvenílson Souza, preparador físico da Ponte Preta, esmiúça a situação clínica dos atletas lesionados

Diego Almeida/PontePress

Juvenílson Souza, preparador físico da Ponte Preta, esmiúça a situação clínica dos atletas lesionados

Com dez dias de trégua no calendário da Série B do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta tem aproveitado o raro tempo livre para aliviar o Departamento Médico.

Com meta de colocar o maior número de peças à disposição de Gilson Kleina nos últimos 45 e dias da temporada, a Macaca tem expectativa de reduzir os desfalques para enfrentar o Náutico, neste sábado, 16 de outubro, a partir das 16h, no Estádio Moisés Lucarelli.

Juvenílson Souza, preparador físico do elenco profissional, justifica como está o processo de recuperação física de cada atleta que não reuniu condições de enfrentar o Avaí, em Florianópolis, na semana passada.

Estão em processo de transição física o zagueiro Thiago Lopes (estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo), o lateral-direito Felipe Albuquerque e o meio-campista Fessin, ambos com trauma no tornozelo direito.

"O Fessin, o Felipe (Albuquerque), o Rodrigão e o Thiago (Lopes) já estão em trabalho de transição. Cada um no seu nível, cuidando do trauma que teve. Nós vamos observar a evolução desses atletas durante os treinamentos da semana para gente saber se estarão à disposição ou não", explicou.

Rodrigão, por sua vez, tem treinado normalmente com o restante do elenco e até participou do jogo-treino contra o Atibaia na última sexta, no Moisés Lucarelli.

Fora das quatro últimas partidas, centroavante ainda é submetido a um trabalho de recuperação de força depois de ter perdido oito quilos devido à amigdalite e virose no intervalo de duas semanas.

"O Rodrigão é atleta superimportante para nossa equipe. Realmente ele ficou fora de alguns jogos. É uma perda relevante pela importância desse atleta na equipe. É importante a gente entender que, quando falamos de emagrecimento, emagrecimento quer dizer perda de gordura e de massa gorda. O Rodrigão teve emagrecimento e perdeu um pouquinho de massa gorda, mas ele perdeu massa muscular também", disse Juvenílson.

"Ele teve uma perda de peso. Essa é a nossa preocupação. O Departamento Médico está cuidando disso devido ao aspecto clínico do problema que ele teve. O Departamento de Preparação Física e Performance, paralelamente, está cuidando da questão muscular. Já iniciamos um trabalho para recuperação da massa muscular e da força. A nutrição já começou a intervir com uma suplementação. A questão de estar à disposição para o próximo jogo vai depender muito da evolução durante a semana nos treinamentos", emendou.

Desfalque nos dois últimos compromissos, Ivan, por sua vez, tem realizado algumas atividades específicas sob comando do preparador de goleiros Betão, mas ainda realiza tratamento no tornozelo direito – caso não seja definitivamente liberado, Ygor Vinhas continua como titular à frente da meta alvinegra.

O único entregue 100% aos cuidados dos médicos é o zagueiro Cleylton, em tratamento de lesão muscular na coxa esquerda.

Juvenílson também garantiu que Matheus Anjos, último reforço anunciado pelo Departamento de Futebol para disputa do returno na Série B, está totalmente liberado para ir a campo.

O meio-campista, emprestado pelo Athletico-PR até o final da temporada, desembarcou no Moisés Lucarelli com desequilíbrio muscular depois de contusão na coxa, o que atrasou em cerca de um mês o anúncio oficial em setembro.

"O Matheus (Anjos) já está curado da lesão no reto femoral. A lesão está cicatrizada. Nós iniciamos um trabalho de reequilíbrio muscular para uma correção de um déficit. Esse trabalho continua sendo feito. Ele tem respondido satisfatoriamente aos treinamentos, seja nos treinamentos físicos ou nos treinamentos técnicos-táticos, e ele está à disposição", arrematou.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular