Publicado 10 de Setembro de 2021 - 9h45

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Léo Naldi, com lesão ligamentar no tornozelo direito, é um dos atletas que desfalcam o time na Série B

Divulgação

Léo Naldi, com lesão ligamentar no tornozelo direito, é um dos atletas que desfalcam o time na Série B

Sacado no início do segundo tempo na vitória da Ponte Preta contra o Sampaio Corrêa por 3 a 2, Léo Naldi tem confirmada lesão ligamentar no tornozelo direito.

O volante, criado nas categorias de base da Macaca, também foi diagnosticado com contusão óssea no local.

Fora dos treinos desta semana, o camisa 18 se encontra em tratamento no Departamento Médico. O prazo de recuperação, contudo, vai variar de acordo com a evolução clínica do jogador - a estimativa é de que leve em torno de um mês para ser liberado às atividades físicas e com bola.

Com previsão de retorno apenas para reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, Léo amarga o segundo problema físico mais sério no intervalo de três meses.

No primeiro caso, precisou ser submetido à artroscopia no joelho direito e ficou fora de combate por volta de 60 dias.

Coincidentemente, a lesão aconteceu diante do mesmo Sampaio Corrêa, em 11 de junho, em derrota pelo placar de 1 a 0, no Estádio Castelão, em São Luís - de lá para cá, perdeu 12 rodadas e só atuou por 109 minutos em quatro jogos: Botafogo, Confiança, Coritiba e Sampaio Corrêa.

Sem Naldi, Gilson Kleina conta com André Luiz, Lucas Cândido, Marcos Júnior, Vini Locatelli e Yago Henrique para disputar duas das três vagas no meio. É provável que André Luiz e Marcos Júnior reeditem a parceria no setor para encarar o Cruzeiro, neste sábado, em Sete Lagoas, a partir das 11h.

Nova baixa

Então titular da Ponte Preta, Thiago Lopes sofreu estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo. O Zagueiro sentiu a lesão durante treinamento na última quinta-feira, quando a Macaca encerrou preparação antes da vitória contra o Sampaio Corrêa.

O tratamento do camisa 13, assim como o de Léo Naldi, de acordo com comunicado emitido pelo Departamento Médico, não é cirúrgico. O prazo de recuperação do atleta gira em torno de quatro semanas, podendo variar com a evolução e resposta do jogador ao tratamento a ser adotado nas próximas semanas.

"O que nos deixou tristes foi a perda do Thiago. É um garoto que vem nos dando um resultado de jogo muito bom. É um atleta que tem um desempenho. Os números são excelentes. Ele mostrou uma personalidade em um momento muito difícil no campeonato, que foi naquela vitória na adversidade contra o Londrina por tudo o que estava acontecendo", exaltou Gilson Kleina, em entrevista coletiva.

"Nós estávamos perdemos o jogo e perdemos os dois zagueiros. O menino entrou e mostrou uma coisa que é importante no futebol de hoje, que é a personalidade. É claro que todos nós sentimos, porque o Thiago agora vai passar por um processo de recuperação. Aqui vai a nossa torcida. Que esse menino possa recuperar da melhor maneira possível. Ele vai estar entregue aos grandes profissionais que nós temos na Ponte no Departamento Médico e na fisioterapia. Que ele possa retornar o mais rápido possível", completou.

O Defensor firmou parceria entre os titulares por quatro confrontos seguidos junto de Cleylton: nas vitórias contra Confiança (4-2) e Brusque (3-0) e nas derrotas diante de Coritiba (2-0) e Vasco da Gama (2-0), além de ter participado de 58 minutos no triunfo ante o Londrina (2-1).

Com Thiago fora de combate, Gilson Kleina tem à disposição Cleylton, Ednei, Gustavo Cipriano e Rayan, enquanto Fábio Sanches, fora há praticamente quatro semanas, finalizou processo de transição física após lesão muscular na coxa e deve ficar à disposição muito em breve. Aos 19 anos, Lopes, devido ao bom - e surpreendente - desempenho recente ampliou renovação contratual até 31 de dezembro de 2023.

Lucas Rossafa

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular