DEFESA TREINADA

Ponte Preta apresenta evolução defensiva

Macaca corrige o principal problema apresentado no Paulistão

Wendell Coral
10/05/2022 às 20:35.
Atualizado em 11/05/2022 às 08:23

Com mudanças realizadas pela comissão técnica, o setor defensivo da Ponte tem apresentado resultado positivo (Thomaz Marostegan / Guarani FC)

Durante a campanha da Ponte Preta no Campeonato Paulista, que culminou no rebaixamento à Série A2 depois de 23 anos, o que mais era discutido e alvo de críticas foi o sistema defensivo como um todo.

Desde o goleiro (na época o Ygor Vinhas) e principalmente a dupla de zaga, o setor sempre esteve sob olhar desconfiado da torcida e da imprensa. Com boa parte do estadual sendo comandada pelo ex-técnico Gilson Kleina, a Macaca terminou o Paulistão não sendo vazada em apenas uma oportunidade - ante Novorizontino, pela terceira rodada.

Em 12 duelos realizados, foram incríveis 23 gols sofridos - tal estatística que fez a Alvinegra ser, de longe, a pior zaga de todo o Campeonato Paulista. O descenso se tornou inevitável.

Com mudanças na comissão técnica - contratação de Hélio dos Anjos, por exemplo - e tempo de trabalho ao novo comandante, a Ponte Preta vem apresentando uma evolução e solidez defensiva nas seis primeiras partidas da Série B do Campeonato Brasileiro.

Seja com Thiago Oliveira e Fábio Sanches ou com o garoto das categorias de base e Fabrício Dornellas, a Macaca sofreu somente três gols no torneio nacional. Na segunda rodada para o Operário a derrota pelo placar de 2 a 0 e depois, na quarta rodada novo tropeço para o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, por 1 a 0.

Na estreia diante do Grêmio (um dos candidatos não só ao acesso, mas também ao título da segundona) empate em 0 a 0, após isso, os comandados de Hélio dos Anjos ficaram sem sofrer gols contra o CRB e Brusque (dois triunfos conquistados jogando no Estádio Moisés Lucarelli), além da recente igualdade sem o placar ser alterado no Dérbi-203.

Um detalhe interessante é que para a Série B Ygor Vinhas, até então contestado na meta, deu lugar a Caíque França, que vem dando conta do recado e foi um dos nomes do jogo no clássico campineiro, realizado no último domingo no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

"A gente sabe que é um dérbi, um clássico, com ânimos exaltados, dois times disputando cada palmo do campo. Fizemos um bom jogo dentro do possível. Começamos tomando uma certa pressão, normal, adversário jogando em casa. Um ponto importante para a sequência da competição", analisou o goleiro, que foi o responsável por quatro ótimas defesas durante os 90 minutos.

A equipe pontepretana só volta a entrar em campo na próxima sexta-feira, quando enfrentará o Novorizontino no Majestoso, a partir das 19h, porém o professor segue na preparação para o embate e destacou que manter uma estrutura de atuar é de extrema importância para que um time tenha um padrão.

“Para mim, o mais importante é você ativar um modelo de jogo, ter em mente que a solidez defensiva faz parte de um time que quer chegar e tem ambições grandes dentro da competição. Isso para todo mundo aqui é de grande valia”, afirmou Hélio dos Anjos.

Departamento médico

A reapresentação e o andamento da semana na Ponte Preta trazem algumas preocupações ao clube para o jogo diante do Tigre de Novo Horizonte.

O zagueiro Fábio Sanches passou por exames para saber a gravidade da lesão muscular na coxa, haja vista que no Dérbi precisou ser substituído ainda na primeira etapa. 

Além dele, Fessin, Wesley e Léo Santos, que já estão há um bom tempo entregues ao departamento médico, devem ficar à disposição em breve. Situação semelhante ao do lateral-direito Norberto e do atacante Lucca, que sofreram um choque de cabeça, mas inicialmente não preocupam para a continuidade.
Por outro lado, o lateral-esquerdo Artur segue em tratamento por conta de lesão diagnosticada na coxa, ainda precisa passar pela transição física e retornar aos treinamentos com bola. 

 

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por