Publicado 25 de Novembro de 2021 - 21h28

Por especial para a AE

Por Kim Belluco

Os dois gols foram marcados por Marcos Leonardo

Divulgação

Os dois gols foram marcados por Marcos Leonardo

O Santos se recuperou rapidamente da derrota no clássico contra o Corinthians ao superar o Fortaleza por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (25), na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado leva o time paulista ao número mágico de 45 pontos, praticamente se livrando do rebaixamento. Os dois gols foram marcados por Marcos Leonardo

Com a vitória, o Santos poderá usar as últimas três rodadas para focar no objetivo de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana. Atualmente, está na 11ª colocação do Brasileirão. O Fortaleza, por sua vez, começa a ver o seu lugar no G-6 ameaçado. O time estacionou nos 52 pontos e está em quinto, ainda podendo cair mais posições na sequência da rodada.

Após desfalcar o time no clássico contra o Corinthians, Marinho voltou a figurar entre os titulares. Além do camisa 11, o volante Sandry, recuperado de uma grave lesão, era a outra novidade entre os relacionados do time paulista. Por outro lado, Madson, outro atleta com problemas musculares, acabou virando desfalque.

No Fortaleza, a ausência sentida no time que iniciou a partida foi a de Lucas Lima. O reencontro entre jogador e Santos vinha sendo muito comentado por torcedores de ambas as equipes. No entanto, o ex-meia do Palmeiras iniciou do banco de reservas.

Em campo, o Santos começou mais ligado, criou as principais oportunidades, mas não conseguiu tirar o zero do placar. Logo de cara, Tardelli recebeu de Zanocelo e mandou muito perto do gol defendido por Marcelo Boeck. O Fortaleza se segurou e foi crescendo aos poucos. A resposta foi com Robson, que obrigou João Paulo a fazer uma grande defesa para evitar o gol.

O time cearense começou a pressionar, mas foi o Santos quem criou a melhor oportunidade. No minuto final do primeiro tempo, Marcos Guilherme recebeu da esquerda, dentro da pequena área, e chutou. Marcelo Boeck voou para operar um milagre. O árbitro consultou o VAR e decidiu terminar com a etapa inicial.

No intervalo, o Santos perdeu todo o seu poder ofensivo. Diego Tardelli sentiu um desconforto no posterior e precisou ser substituído. Além dele, Marinho, visualmente arrasado, voltou a sentir a coxa. O camisa 11 acabou saindo para evitar um problema ainda mais sério.

Sem sua dupla de ataque, o Santos começou a se virar como podia, mas encontrou dificuldade diante de um time muito bem organizado como o Fortaleza. Mesmo assim, no embalo de seus torcedores, criou boas chances. Após linda jogada de Ângelo, Gabriel Pirani jogou na rede pelo lado de fora. Algumas pessoas chegaram a gritar gol, mas o placar continuou inalterado.

O time paulista foi dominando o duelo e teve um pênalti marcado após a bola tocar na mão de Ronald. Marcos Leonardo foi para a cobrança e mandou para o gol. A bola ainda bateu em Marcelo Boeck antes de ultrapassar a linha, devagar. O Fortaleza, então, precisou mexer e colocou Lucas Lima em campo. A cada toque do meia, vaias tomaram conta da Vila Belmiro.

Juan Vojvoda tentou rodar o time do Fortaleza, que acabou ficando desorganizado e não se encontrou mais. O Santos se aproveitou disso e da estrela de Marcos Leonardo. O atacante recebeu de Gabriel Pirani e fez 2 a 0. Antes do apito final, Carille ainda colocou Sandry para ganhar alguns minutos em campo após longa lesão, e ficou assim.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Internacional no domingo, às 19h, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). No dia 3 de dezembro (sexta-feira), o Fortaleza volta a campo diante do Juventude, às 19h, no Castelão, em Fortaleza (CE).

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 x 0 FORTALEZA

SANTOS - João Paulo; Kaiky, Danilo Boza e Luiz Felipe; Marcos Guilherme; Vinícius Zanocelo (Camacho), Felipe Jonatan (Sandry) e Lucas Braga; Marinho (Gabriel Pirani), Diego Tardelli (Marcos Leonardo) e Ângelo (Vinícius Balieiro). Técnico: Fábio Carille.

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto, Titi e Yago Pikachu (Lucas Crispim); Éderson, Ronald (Edinho), Matheus Vargas (Lucas Lima) e Bruno Melo; Robson (Wellington Paulista) e David (Romarinho). Técnico: Juan Vojvoda.

GOLS - Marcos Leonardo, aos 25 (pênalti) e aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Guilherme, Marcos Leonardo e Vinícius Zanocelo (Santos); Marcelo Benevenuto e Yago Pikachu (Fortaleza)

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

RENDA - R$ 223.880,00.

PÚBLICO - 11.313 pagantes.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Escrito por:

especial para a AE Kim Belluco