Publicado 16 de Julho de 2021 - 20h36

Por Lucas Rossafa/Correio Popular

A Ponte Preta quer manter o padrão dos últimos jogos para vencer o Remo e sair das últimas colocações

Diego Almeida / Ponte Press

A Ponte Preta quer manter o padrão dos últimos jogos para vencer o Remo e sair das últimas colocações

A Ponte Preta entra em campo neste sábado diante do Remo, a partir das 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, com a missão de manter a sequência invicta na Série B do Campeonato Brasileiro.

Sem perder há seis rodadas, com uma vitória e cinco empates, Gilson Kleina teve a expectativa frustrada de repetir a escalação que fez frente ao líder Náutico, em Recife, sem um centroavante de ofício.

Kevin, com desconforto muscular na coxa, foi submetido a exames e acabou poupado. A tendência é de que Felipe Albuquerque seja deslocado à lateral-direita, enquanto Rafael Santos e Jean Carlos brigam por uma vaga na esquerda.

A principal novidade na lista de relacionados é Ednei, poupado da viagem a Recife por conta de dores no quadril direito. Após reavaliação do Departamento Médico, o zagueiro foi liberado para treinamento e fica à disposição - briga por vaga com Cleylton e Fábio Sanches. "A gente sempre faz uma análise de como que o atleta sai da equipe, se é por lesão ou algum desempenho técnico e físico. O importante é tentar manter o nosso comportamento. Estamos em busca de uma equipe equilibrada que possa ter esse nível de concentração o tempo todo", projetou Gilson, em coletiva de imprensa.

O goleiro Ygor Vinhas (bursite no joelho), o volante Léo Naldi (joelho), o meio-campista Thalles (coxa) e o atacante Rodrigão (coxa) também são desfalques confirmados.

Decisões

A Ponte Preta tem sequência de confrontos diretos na luta contra zona de rebaixamento na Série B.

Ainda sob pressão, a Macaca desafia Remo e Vitória entre sábado e terça-feira com meta de manter invencibilidade.

Atualmente em 18º lugar com nove pontos, a Alvinegra desafia o clube de Belém, no Estádio Moisés Lucarelli, além do Leão, no Barradão, em Salvador. "Sabemos do nosso momento. É um momento muito difícil. Querendo ou não, vamos pegar duas equipes que estão juntas de nós. Vamos dizer que é confronto direto. Vamos batalhar e treinar para que possamos, quem sabe, buscar os seis pontos que vão ser muito importantes para nós nessa caminhada", comentou o atacante Moisés.

Se superstição também vale em momentos delicados, a Ponte Preta defende invencibilidade diante do Remo, no Moisés Lucarelli.

Em três jogos disputados como mandante ante o Leão, Macaca registra uma vitória e dois empates.

O último encontro entre paulistas e paraenses, no Majestoso, aconteceu em 18 de agosto de 2007, pela segunda divisão nacional, com igualdade pelo placar de 1 a 1.

Sob comando de Nelsinho Baptista, Alvinegra foi à rede com Alex Terra, enquanto Lucas Silva igualou ao Leão.

Em 2001, Ponte Preta não tomou conhecimento do rival e goleou pelo placar de 4 a 1, com gols de Washington (2), Piá e Marco Aurélio, carimbando classificação.

Adversário

Motivado por vitória de virada em cima do Brusque na última quarta-feira, o Remo chega em Campinas com missão de embalar na Série B do Campeonato Brasileiro.

Sob comando de Felipe Conceição, o Leão da Amazônia conta com a presença de Dioguinho, vice-artilheiro na temporada, na lista de relacionados, o atacante teve descartada fratura no braço direito.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA X REMO

Ponte Preta:

Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches (Ednei), Cleylton e Rafael Santos (Jean Carlos); Dawhan, André Luiz e Camilo; Niltinho, Richard e Moisés.

Técnico: Gilson Kleina

Remo:

Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes; Anderson Uchôa; Dioguinho, Lucas Siqueira, Felipe Gedoz e Erick Flores; Victor Andrade.

Técnico: Felipe Conceição

Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (AL)

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

 

Escrito por:

Lucas Rossafa/Correio Popular