Publicado 15 de Janeiro de 2022 - 11h10

Por Lucas Rossafa / Correio Popular

Atletas da confiança de Daniel Paulista, Ronaldo Alves e Bruno Silva permanecem no Guarani em 2022

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Atletas da confiança de Daniel Paulista, Ronaldo Alves e Bruno Silva permanecem no Guarani em 2022

O Conselho de Administração do Guarani segurou a espinha dorsal do sistema defensivo tida na Série B do Campeonato Brasileiro para próxima temporada.

Apesar do processo de reformulação do elenco, o Bugre mantém base deste setor para disputa do Campeonato Paulista.

A maioria dos jogadores que esteve no Brinco de Ouro da Princesa até novembro de 2021 reaparece em janeiro de 2022, incluindo goleiros, laterais, zagueiros e volantes.

Tal manutenção vai ao encontro da ideia do Departamento de Futebol em perder poucas peças importantes.

No gol, o Alviverde acertou a renovação contratual de Rafael Martins, titular em boa parte da última temporada, além de ter vínculo vigente com Gabriel Mesquita, reserva imediato, e Arthur Gazze por mais um ano. Quem também foi anunciado para o setor, desta vez com acordo por dois anos, foi experiente Maurício Kozlisnki, com passagem longeva por Atlético-GO e Avaí.

Na lateral-direita, Diogo Mateus ampliou vínculo de abril até novembro, enquanto Mateus Ludke, forjado nas categorias de base, tem acordo longo até o começo de janeiro de 2024 - o único que saiu é Samuel Santos, então emprestado pelo Juventude.

No lado esquerdo, o Guarani vai segurar dois jovens forjados em casa: Bidu, titular absoluto, e Eliel, então integrado ao Sub-20 para disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Apesar do assédio de clubes da primeira divisão, a diretoria deve manter Bidu, pelo menos, no Estadual.

O miolo de zaga foi o setor em que houve o maior número de trocas.

A principal perda foi a de Thales, titular absoluto desde abril, ao acertar transferência ao Operário. Fora dos planos do Departamento de Futebol, Carlão e Luiz Gustavo não renovaram e fecharam com o Santo André.

Por outro lado, o clube campineiro garantiu a permanência do experiente Ronaldo Alves, que atingiu metas pré-estabelecida, por uma temporada, e anunciou as chegadas de Derlan, ex-Chapecoense, e João Victor, emprestado pelo Vitória, para reforçar o miolo do sistema defensivo.

O último nome a chegar para zaga foi o Ernando, bem rodado por Goiás, Internacional, Sport e Vasco da Gama.

Entre os volantes, por fim, três atletas do plantel assinaram extensão do acordo até o final de 2022: Bruno Silva, intocável e capitão, Eduardo Person e Índio, tido como 12º jogador de Daniel Paulista. Também chegaram Silas, ex-CSA, e Madison, ex-Confiança, para fechar o plantel.

Deixaram o Alviverde, porém, Rodrigo Andrade e Tony, devolvido à Ferroviária.

Joia!

O Guarani sacramentou a assinatura do primeiro contrato profissional de Gabriel Andrade por uma temporada.

Cria das categorias de base, o lateral-direito assinou em definitivo junto ao Bugre até 30 de novembro de 2022.

Biel, como é apelidado desde chegada ao Brinco de Ouro da Princesa, tem 100% dos direitos econômicos e foi um dos destaques individuais no elenco do Alviverde na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O camisa 2 tem 19 anos e é um dos intocáveis do técnico Alexandre Penna. Também por isso, será observado por Daniel Paulista nos treinamentos com o profissional.

O ala foi titular absoluto na campanha do clube campineiro no Campeonato Paulista Sub-20 e também na Copinha, contribuindo com uma assistência.

Gabriel chegou em Campinas para integrar o Sub-13 e ganhou destaque na posição de volante, até despontar como lateral em 2018, setor ocupado atualmente.

Preparação

O Guarani viaja neste sábado para Sorocaba, onde ficará hospedado até o próximo dia 22 de janeiro para intensificar a pré-temporada antes da estreia no Campeonato Paulista.

Escrito por:

Lucas Rossafa / Correio Popular