Publicado 22 de Dezembro de 2021 - 8h39

Por Lucas Rossafa / Correio Popular

Antes de se contundir, Diogo Mateus participou de 21jogos e fez um gol sob comando de Daniel Paulista

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Antes de se contundir, Diogo Mateus participou de 21jogos e fez um gol sob comando de Daniel Paulista

O Conselho de Administração do Guarani acertou a prorrogação contratual de Diogo Mateus.

Titular absoluto na última temporada, o lateral-direito estendeu vínculo em definitivo junto ao Bugre, já registrado no Boletim Informativo Diário (BID), até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro de 2022.

Uma das prioridades do Departamento de Futebol, o camisa 13 ampliou acordo de 30 de abril até 20 de novembro, garantindo presença no elenco para além do Campeonato Paulista.

A negociação foi resolvida sem grandes complicações por conta do consenso entre as duas partes envolvidas.

Aos 28 anos, o ala tomou conta da posição sob comando de Daniel Paulista logo no início do primeiro turno da Série B e só ficou de fora graças às lesões constantes a partir do segundo semestre.

Já em janeiro, ele vai brigar pela posição com o garoto Mateus Ludke, cria da base. Diogo foi anunciado como reforço do Alviverde em meados de junho após passagem pela Ferroviária no Estadual.

O profissional terminou o ano entregue ao Departamento Médico e totalizou 21 participações, um gol marcado - na vitória contra o Brusque - e outras três assistências.

Na mira

Ainda sobre mercado da bola, o Guarani tem interesse na renovação de Eduardo Person por mais um ano.

Completamente recuperado de duas lesões, o volante faz parte, a princípio, do planejamento do Bugre para disputa do Campeonato Paulista.

O fato de estar livre no mercado após ter contrato encerrado junto ao Joinville em 30 de novembro, mesma data do fim do empréstimo, é um facilitador para o camisa 18 emplacar a terceira temporada consecutiva no Brinco de Ouro da Princesa, desta vez com esperança renovada.

O atleta viveu um 2021 de drama por se recuperar de cirurgia no joelho esquerdo para reconstruir os ligamentos cruzado anterior e anterolateral, além de sutura do menisco medial.

Ele também ficou três meses entregue ao Departamento Médico por conta de uma lesão muscular na coxa.

Sem renovar o vínculo de Rodrigo Andrade, o clube campineiro também tem se movimentado para segurar Índio, com tratativas encaminhadas, além de manter Person, cujo salário está completamente dentro da realidade financeira para 2022 - não há grande incremento nas receitas.

Eduardo disputou apenas duas partidas neste ano, justamente nas duas vezes em que foi relacionado: ele saiu do banco de reservas na vitória contra o Brasil de Pelotas por 2 a 0 - apenas 12 minutos - e participou de 22 minutos no empate com o Botafogo por 2 a 2, no Rio de Janeiro.

Aos 24 anos, o profissional ainda tem prestígio dentro do Guarani. Os cartolas entendem que, livre de qualquer problema no joelho ou muscular, pode realizar a pré-temporada em alto nível, retomar a performance física do passado e reeditar os bons momentos, como foi em 2019.

Adeus

O Alviverde, por outro lado, decidiu não renovar contrato e abriu mão de Ian Carlo para próxima temporada.

O zagueiro, com vínculo vigente junto ao Bugre até 20 de dezembro de 2021, já assinou em definitivo com o XV de Piracicaba por um ano.

O defensor deixa o Brinco de Ouro da Princesa após seis meses e com apenas uma participação no profissional.

Ele esteve em ação no empate com o CSA pelo placar de 1 a 1, em junho, no Rei Pelé, em Maceió, porém acabou substituído com 26 minutos de jogo por lesão muscular na coxa.

Entregue ao Departamento Médico, Ian passou algumas semanas em tratamento e, a partir de então, só foi relacionado para cinco jogos na Série B do Campeonato Brasileiro: Goiás (f), Botafogo (c), Vitória (f), Operário (c) e Náutico (f), entre o final do turno e o início do returno.

Escrito por:

Lucas Rossafa / Correio Popular