Publicado 17 de Novembro de 2021 - 8h45

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Com 59 pontos, o time dirigido por Daniel Paulista depende das próprias forças para carimbar o retorno à Série A

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Com 59 pontos, o time dirigido por Daniel Paulista depende das próprias forças para carimbar o retorno à Série A

O Guarani encerrou a 36ª rodada na Série B do Campeonato Brasileiro com saldo positivo.

Além de fazer o dever de casa e golear o Avaí por 4 a 0, o Bugre foi beneficiado por tropeços de concorrentes na briga pelo acesso.

De volta ao G4 após mais de um turno, o Alviverde saiu no lucro por conta do empate de CSA (0 a 0 com o Confiança) e do revés do CRB (1 a 0 para o Brusque) e saltou duas colocações.

O único resultado que não ajudou foi o triunfo do Goiás, justamente o próximo adversário na competição, em cima do Remo por 1 a 0, em Belém.

Agora em quarto lugar com 59 pontos, o time dirigido por Daniel Paulista depende apenas das próprias forças para carimbar o retorno à divisão de elite após longos 12 anos.

Diante do cenário construído a duas rodadas do fim, o Guarani pode subir na próxima segunda-feira, no Brinco de Ouro da Princesa, onde recebe o clube de Goiânia, em confronto direto, a partir das 20h.

Para isso, entretanto, é necessária uma combinação de resultados antes do próprio Bugre entrar em campo.

Além de vencer o Goiás, é preciso que o Avaí seja derrotado pelo Náutico, em Recife, e que CRB e CSA, no máximo, empatem com Vitória e Coritiba, respectivamente, o que permitiria abrir quatro pontos de vantagem em relação ao quinto colocado com apenas mais um jogo pela frente.

“Nós vamos continuar agindo com a mesma normalidade do campeonato todo. Foi mais uma vitória contra o Avaí. Foi é uma vitória muito importante em cima de um adversário direto e trocamos de posição.

Conseguimos agregar futebol e resultado”, afirmou o técnico Daniel Paulista, em coletiva de imprensa.

“Foi muito legal a presença do público, incentivando e jogando junto com a equipe em toda dividida e em todo momento. Estou muito feliz pelo jogo que a equipe, atrelado à motivação que o torcedor nos passou. Ele também foi fundamental nesse aspecto. Continuamos juntos pedindo o apoio dele e a convocação para próxima partida, que vai ser uma dificuldade tremenda”, adicionou.

Ciente da necessidade de mais uma vitória para encaminhar o acesso, Daniel garantiu foco total para destrinchar as principais características do Goiás.

“É mais um adversário direto. Vamos trabalhar com os pés no chão e com muito foco em cima do Goiás. É atuar para neutralizar os pontos positivos e de melhorar os nossos erros cometidos. Mesmo diante de uma vitória como essa, erros aconteceram. Nós temos que continuar fazendo o que sempre fizemos para continuar nesse caminho de vitórias”, emendou.

Joga ou não?

Bruno Sávio é a maior preocupação para reta final do Guarani na Série B do Campeonato Brasileiro.

Sacado no primeiro tempo do duelo com o Avaí, o atacante foi submetido a exames de imagem para descobrir a gravidade do problema.

O camisa 11 foi o responsável por anotar o segundo gol do Bugre e, cinco minutos depois, precisou dar brecha para Pablo por incômodo na coxa esquerda, iniciando tratamento com gelo logo em seguida.

Ele é tratado como dúvida para encarar o Goiás, na segunda-feira que vem, em casa.

Ao longo dessa semana livre de treinamento, Sávio vai passar por tratamento intensivo, talvez em até três períodos, para acelerar reabilitação.

Por conta da maratona de jogos, profissional havia sentido incômodo no triunfo contra o Brasil de Pelotas, na quarta-feira passada.

Um dos mais desgastados do plantel, ele sequer participou dos dois treinamentos do clube campineiro, no Brinco de Ouro da Princesa, e foi para o sacrifício.

Caso não reúna condições, Pablo deve ser o escolhido para formar trio com Júlio César e Lucão do Break.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular