Publicado 13 de Novembro de 2021 - 9h30

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Daniel Paulista conversa com o elenco sobre a importância do jogo contra o Avaí, neste sábado, no Brinco.

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Daniel Paulista conversa com o elenco sobre a importância do jogo contra o Avaí, neste sábado, no Brinco.

O Guarani faz verdadeira final antecipada neste sábado (13), a partir das 16h, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, diante do Avaí, em duelo válido pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Confiante por quatro jogos de invencibilidade, incluindo três vitórias e um empate, o Bugre tem 56 pontos e precisa de combinação de resultados no fim de semana para retornar ao G4.

Para este compromisso com o Leão da Ilha, com 58 pontos e dentro do pelotão de frente, Daniel Paulista teve curto tempo de preparação.

Depois de resultado positivo em Pelotas, o elenco realizou treinamento regenerativo na quinta-feira e fez movimentação leve ontem pela manhã até para preservar os principais atletas.

Com tempo curtíssimo de preparação, o treinador deve manter em campo a mesma formação do último jogo, com Lucão do Break e Índio entre os titulares.

Lesionados e entregues ao Departamento Médico, o lateral-direito Diogo Mateus, o volante Rodrigo Andrade e o centroavante Júnior Todinho são desfalques confirmados na lista de relacionados.

“Eu acho que o emocional dos atletas está bem tranquilo. Eles estão entendendo o nosso momento, haja visto a disposição e o empenho que tem tido nas partidas. É uma luta, uma garra e uma determinação impressionantes. É contra tudo e contra todos. A gente não pode esquecer o que aconteceu em Goiânia. A nossa situação poderia ser ainda melhor, mas isso é passado. Nós temos que olhar para frente. É salientar o comprometimento de todos em busca desse objetivo”, afirmou Daniel Paulista, ao ser questionado sobre a pressão na briga pelo acesso.

“Mais uma vez, foi trabalhar em cima da parte tática, em cima dos nossos erros e em cima das nossas virtudes. Tentamos recuperar os atletas do desgaste. Há lesões que, infelizmente, aconteceram nessa reta final. São duas temporadas emendadas. Os atletas estão muito desgastados, mas não estão deixando a peteca cair em momento nenhum. Estão se dedicando ao máximo, comprometidos com o clube e com a causa para que a gente possa lutar até o final em busca desse objetivo”, adicionou.

Casa cheia

Diante da importância do confronto com o Avaí, em briga direta pelo acesso, o Guarani decidiu colocar os ingressos a preços populares para lotar o Brinco de Ouro da Princesa, cuja capacidade máxima liberada é de 100%.

Para os setores do tobogã, tobogã inferior e cabeceira sul, torcedor com a camisa do clube paga R$ 20. Já nas vitalícias e na cabeceira norte, destinada aos visitantes, os tickets são vendidos por R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).

A tendência é de que o estádio receba o maior público desde o início da pandemia de Covid-19. As bilheterias estarão abertas no decorrer deste sábado, o que possibilita maior comercialização de tickets.

“É lembrar mais uma vez: torcedor, precisamos de vocês. Contamos com vocês nesse momento. Vocês são um papel fundamental nessa caminhada. Nesse momento agora, precisamos de vocês no Brinco, neste sábado, às quatro horas da tarde, para empurrar e para apoiar”, pediu Daniel.

“Independentemente de treinador e atleta, é o Guarani que vai jogar. Nós vamos empurrar o Guarani em busca de mais um resultado positivo”, completou.

FICHA TÉCNICA

GUARANI:

Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva, Índio e Régis; Bruno Sávio, Júlio César e Lucão do Break.

Técnico: Daniel Paulista

AVAÍ:

Glédson; Edílson, Fagner Alemão, Betão e Diego Renan (João Lucas); Bruno Silva, Lourenço e Jean Cléber; Vinícius Leite, Copete e Getúlio (Jonathan).

Técnico: Claudinei Oliveira

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular