Publicado 12 de Outubro de 2021 - 9h05

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

O técnico Daniel Paulista também celebrou o retorno do público aos jogos do Guarani em Campinas

Rogério Capela/Guarani FC

O técnico Daniel Paulista também celebrou o retorno do público aos jogos do Guarani em Campinas

Aliviado pelo fim do jejum de três jogos na Série B do Campeonato Brasileiro, Daniel Paulista condicionou a vitória do Guarani diante do Londrina por 3 a 0 à atuação do segundo tempo.

Depois de etapa inicial aquém da esperada, Bugre cresceu de rendimento a partir da mudança de posicionamento em campo e conseguiu construir resultado positivo clássico no Brinco de Ouro da Princesa.

"Eu acho que o jogo foi diferente no segundo tempo. O Guarani foi mais criativo e teve mais tranquilidade com a posse de bola. Os atletas tiveram mais o controle das ações e, por isso, o Guarani começou a criar as oportunidades. A partir do primeiro gol, toda a dinâmica da partida foi alterada", analisou o comandante, em coletiva de imprensa.

"O Londrina, que jogava por uma única bola e por um jeito de atuar extremamente defensivo, teve que começar a sair mais e dar ainda mais espaço para que a nossa equipe pudesse criar as oportunidades", adicionou.

O treinador também admitiu problemas ao Guarani quando mede forças com um rival cujo único propósito é se defender atrás da linha da bola em Campinas.

"Isso é uma dificuldade quando a gente vai enfrentar uma equipe que não está bem colocada na competição, porque vem para um jogo fora de casa e sabendo que o Guarani tem um bom futebol, de propor o jogo, de agressividade e acaba se fechando, tentando nos bloquear, tentando dificultar e ocupando os espaços defensivos. Nós tivemos uma certa dificuldade no primeiro tempo, sobretudo após os 15 ou 20 minutos da etapa inicial", afirmou.

O fato de ter a presença de volta às arquibancadas após quase 600 dias também foi, na visão de Daniel Paulista, um motivo que deixou os atletas alviverdes mais tensos no primeiro tempo.

"Foi muito mais pelo nervosismo por estar jogando novamente com a presença do torcedor e querer fazer uma grande apresentação. A gente acabou se perdendo nesses momentos e proporcionou ao adversário alguns contra-ataques que poderiam ter nos complicado. No intervalo, corrigimos essa ansiedade, ajustamos o posicionamento, principalmente dos laterais e do próprio Bruno Silva também para desenvolvêssemos o nosso jogo", declarou.

"Foi isso o que aconteceu no segundo tempo. Fomos envolventes. O Guarani foi superior e construiu uma bela vitória. É uma vitória que dá moral e dá confiança para que possamos continuar na luta aí pelas primeiras colocações", completou.

Força motriz

Daniel também celebrou o retorno do público aos jogos do Bugre em Campinas e fez questão de exaltar a campanha de maior regularidade em 2021 se comparado com as edições anteriores da Série B.

"O torcedor é fundamental nesse processo, principalmente na campanha que o Guarani faz. Eu acredito que seja a melhor dos últimos anos dentro da Série B. A equipe sempre figurou nas primeiras colocações e joga um futebol para frente e ofensivo, haja vista que é o segundo ataque com 40 gols marcados em 29 partidas. Isso mostra o poder ofensivo que esse time tem", elogiou.

"O torcedor é fundamental nesse processo. A torcida matou um pouco dessa saudade de estar novamente no Brinco de Ouro. A expectativa é de que, nos próximos jogos, o torcedor volte, cada vez mais, estar presente e possa continuar nos apoiando”, finalizou.

Tabela

Com vitória em cima do Londrina, o Guarani escalou na classificação e assumiu o sétimo lugar com 45 pontos, agora três de desvantagem em relação ao Goiás, quarto colocado.

Com reapresentação dos jogadores nesta segunda-feira (11) após folga geral no domingo, o Guarani volta a campo pela Série B na sexta-feira, 15 de outubro, em duelo direto pelo G4 diante do CRB, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, a partir das 19h.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular