Publicado 09 de Outubro de 2021 - 9h06

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Daniel Paulista deve promover mudanças no ataque. Andrigo e Júnior Todinho disputam vaga no setor

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Daniel Paulista deve promover mudanças no ataque. Andrigo e Júnior Todinho disputam vaga no setor

Em busca de reabilitação imediata na Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani entra em campo neste sábado à tarde, diante do Londrina, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, a partir das 16h30.

No retorno do público às arquibancadas após 589 dias corridos, o Bugre mede forças com um candidato à zona de rebaixamento para manter vivo o sonho do acesso à elite nacional.

Depois de semana cheia para descanso e treinamento, algo inédito a partir da segunda quinzena de dezembro, o Alviverde deve ter mudanças pontuais na escalação.

O único desfalque confirmado por indisciplina é Ronaldo Alves. Substituído com problema muscular na coxa na derrota diante do Brusque, na semana passada, o zagueiro cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo pela segunda vez na temporada.

Por outro lado, Thales retorna ao miolo de zaga e reedita parceria com Carlão, enquanto Bidu é nome garantido na lateral-esquerda após cumprir pena no jogo anterior.

A expectativa é de que Daniel Paulista siga com o tradicional trio no meio-campo com Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Régis.

O treinador carrega, entretanto, uma dúvida no sistema ofensivo antes de bater o martelo em relação aos 11 escolhidos. Andrigo e Júnior Todinho disputam por uma vaga no setor de frente - caso o meio-campista seja o escolhido, Bruno Sávio terá a missão de desempenhar a função de centroavante.

“O único resultado que importa é a vitória, mas não podemos jogar e fazer de qualquer jeito. Nós temos que fazer o que vínhamos fazendo. É jogar muito concentrado. O time sempre jogou junto. Então é não perder essa essência. Eu tenho certeza de que vamos fazer um grande jogo neste sábado”, afirmou o volante Bruno Silva.

Meta

Sem vencer há três confrontos, com um empate (Cruzeiro) e duas derrotas (Coritiba e Brusque), o Guarani tem jogo decisivo para melhorar aproveitamento na reta final e ter chances de ainda buscar uma vaga no G4.

Com 42 pontos em 28 jogos e em oitavo lugar, o Bugre precisa fazer sete vitórias nas dez rodadas restantes para ter possibilidade de disputar a Série A em 2022, o que exigiria desempenho de 70% contra os atuais 50%.

Caso alcance sete resultados positivos e um empate, faria 22 tentos e bateria 64, margem segura para subir.

A tabela do Alviverde reserva cinco confrontos como mandante (Londrina, Confiança, Vasco da Gama, Avaí e Goiás) e outros cinco fora de casa (CRB, Sampaio Corrêa, Vila Nova, Brasil de Pelotas e Botafogo).

“Nós temos ainda cinco jogos dentro de casa para fazer. A volta do torcedor é extremamente importante, já que o Guarani, talvez, é a única equipe que, junto com o rival da cidade, ainda não teve torcida nos estádios. Com certeza, a torcida no campo e no estádio influencia na rotina de jogo e muda a dinâmica da partida. Mesmo que seja em número reduzido, são torcedores que vão estar ali matando a sua vontade depois de um longo período”, afirmou o técnico Daniel Paulista.

“A expectativa é de que seja um momento de apoio, mesmo a equipe não estando no período como o torcedor talvez gostaria, pela expectativa que foi criada pelas apresentações e pelos números que já alcançamos”, arrematou.

FICHA TÉCNICA

GUARANI X LONDRINA

GUARANI:

Rafael Martins, Mateus Ludke, Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Régis; Andrigo (Júnior Todinho), Júlio César e Bruno Sávio.

Técnico: Daniel Paulista

LONDRINA:

César; Matheus Bianqui, Saimon, Marcondes e Eltinho; João Paulo, Marcelo Freitas e Jean Henrique; Marcelinho, Luiz Henrique e Zeca.

Técnico: Márcio Fernandes

Árbitro: Léo Simão Holanda (CE)

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular