Publicado 17 de Setembro de 2021 - 8h48

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Sem nenhum enigma, o Guarani já está definido para enfrentar a Ponte

Divulgação

Sem nenhum enigma, o Guarani já está definido para enfrentar a Ponte

De olho no G4, o Guarani quer dar sequência ao período de invencibilidade nesta sexta-feira, a partir das 21h30, diante da Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli.

Na edição de número 201 do dérbi, o Bugre entra em campo pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro motivado por viés de alta no início do returno, com duas vitórias, ambas no Brinco de Ouro da Princesa, e um empate.

Para o clássico local, Daniel Paulista tem sua escalação praticamente definida. Acionado no decorrer dos dois últimos compromissos, Régis tem cadeira cativa no time titular, possivelmente na vaga de Andrigo, que deve ficar à disposição no banco de reservas após oito jogos.

O principal ponto de interrogação na lateral-direita foi desfeito, onde Mateus Ludke será confirmado. Então dono do setor, Diogo Mateus foi liberado para transição física há pouco menos de duas semanas após entorse de grau 2 no tornozelo direito, mas sequer concentrou com o elenco, assim como Samuel Santos.

Apesar de críticas da torcida, Lucão do Break deve receber mais uma oportunidade entre os titulares do Bugre, ao lado de Bruno Sávio e Júlio César no setor de frente. Caso seja sacado dos titulares, o que é mais improvável, Sávio será a referência na área, enquanto Andrigo e Maxwell disputariam a vaga pelo lado direito.

"Em relação a jogar como falso 9, eu tenho que deixar como opção ao treinador. É claro que quero jogar bem em todas as partidas e posições. Se for como falso 9 ou de extremo, eu vou estar feliz. Estou sempre aberto para poder estar ajudando a equipe e da forma como for. Se ele optar de me colocar como falso 9, vou tentar fazer o meu melhor", pontuou Bruno, em coletiva de imprensa.

Por fim, as novidades ficam por conta do zagueiro Luiz Gustavo e do atacante Júnior Todinho, opções para o clássico.

Tabu

Na briga por vaga no G4, o Guarani desafia tabu de 12 anos sem vencer a Ponte Preta no Estádio Moisés Lucarelli.

Com dez dias corridos de preparação ao Dérbi 201, Bugre quer pôr fim ao tabu incômodo e já superior a uma década.

Em 20 de junho de 2009, na campanha que resultou no acesso à primeira divisão com direito ao vice-campeonato, Alviverde, sob comando de Oswaldo Alvarez, foi até o Majestoso e bateu a Macaca por 1 a 0, em golaço de Caíque, com menos de dois minutos, após chute de fora da área.

De lá para cá, visitar o principal adversário não tem trazido boas memórias ao Guarani, ao menos recentemente, no clássico campineiro.

A partir de 2011, por exemplo, são dois empates (2012 e 2018) e cinco derrotas (2011, 2019 - em dose dupla - 2020 e 2021).

No último embate entre os clubes, na casa pontepretana, Guarani levou a pior e acabou batido por 3 a 1, em 05 de maio deste ano, pela fase de grupos do Campeonato Paulista, em noite marcada pelo brilho do atacante Moisés, autor de dois gols.

Chegou

O Conselho de Administração do Guarani oficializou a contratação de Luiz Gustavo para disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Destaque do Bugre no segundo semestre de 2019 sob comando de Thiago Carpini, zagueiro assinou contrato em definitivo até o final desta temporada.

Aos 27 anos, o defensor está totalmente recuperado de cirurgia para corrigir lesão no joelho esquerdo.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA X GUARANI

PONTE PRETA:

Ivan; Felipe Albuquerque, Ednei, Cleylton e Rafael Santos; André Luiz, Marcos Júnior e Fessin; Niltinho (Richard), Moisés e Rodrigão.

Técnico: Gilson Kleina

GUARANI:

Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Régis; Bruno Sávio, Júlio César e Lucão do Break.

Técnico: Daniel Paulista

ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular