Publicado 07 de Setembro de 2021 - 10h05

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Regularizado no Boletim Informativo Diário (BID), Samuel Santos pode fazer sua estreia no Bugre

Divulgação

Regularizado no Boletim Informativo Diário (BID), Samuel Santos pode fazer sua estreia no Bugre

Com tempo curto de descanso e apenas um treinamento em Campinas, o Guarani volta a campo já nesta terça-feira (7), diante do CSA, a partir das 16h, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Depois de empate diante do Náutico por 1 a 1, no último sábado, Daniel Paulista fez um trabalho mais leve ontem antes de definir a escalação titular.

A tendência é de que o Bugre tenha em campo a maior parte da base utilizada no confronto em Recife, apesar de intervalo mínimo e uma viagem mais longo no domingo à tarde.

Apesar da proximidade do Dérbi 201 contra a Ponte Preta em 17 de setembro, no Estádio Moisés Lucarelli, Alviverde deve colocar em ação o que tem de melhor à disposição na lista de relacionados.

Em início de transição física após de entorse de grau 2 no tornozelo direito, Diogo Mateus ainda segue fora de combate, sem prazo definido para retorno, assim como o centroavante Rafael Costa, vetado até o final da temporada após cirurgia no joelho.

Por outro lado, o volante Eduardo Person recuperação de lesão muscular na coxa, faz trabalho de fortalecimento e têm presença incerta entre os suplentes.

Por outro lado, Samuel Santos, confirmado como reforço na semana passada, está regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) e pode estrear.

Emprestado pelo Juventude até o final da Série B, lateral-direito já treina junto ao elenco há duas semanas e tem chance de debutar pelo Bugre.

A tendência é de que Régis, mesmo depois de alguns minutos contra o Náutico, siga à disposição no banco de reservas por não ter as condições físicas ideais, o que abre brecha para Andrigo emplacar oitavo jogo consecutivo como titular.

O embate contra o CSA é uma oportunidade e tanta para o Guarani alavancar o desempenho dentro do Brinco de Ouro da Princesa nesta edição da Série B do Campeonato Brasileiro.

Como mandante, Alviverde soma 11 confrontos entre turno e returno, com aproveitamento mediano de 54,5%: são cinco vitórias (Ponte Preta, Brusque, CRB, Brasil de Pelotas e Operário), três empates (Vitória, Sampaio Corrêa e Botafogo) e três derrotas (Náutico, Coritiba e Vila Nova), além de 15 gols marcados e 12 gols sofridos.

Vale algo?

Se depender do retrospecto histórico, o Guarani tem boa probabilidade de vencer o CSA mais uma vez no Brinco de Ouro da Princesa.

A partir de 1978, ano marcado pelo título inédito do Campeonato Brasileiro, Bugre coleciona quatro triunfos em quatro jogos frente o Azulão em solo campineiro, além de 11 gols marcados, dois gols sofridos e aproveitamento impecável de 100%.

Na temporada passa, Alviverde bateu o Alviceleste pelo placar de 2 a 1, graças a golaço do ex-volante Lucas Abreu.

O resultado, à época, deu início à sequência de cinco jogos de invencibilidade sob comando de Felipe Conceição, fundamental na arrancada em luta contra a zona de rebaixamento.

Adversário

Em busca de maior regularidade, CSA chega em Campinas com meta de manter vivo o sonho do acesso na Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

GUARANI X CSA

GUARANI:

Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Ronaldo Alves (Carlão) e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Andrigo (Régis); Bruno Sávio, Júlio César e Lucão do Break.

Técnico: Daniel Paulista

CSA:

Thiago Rodrigues; Yuri, Lucão, Matheus Felipe e Ernandes; Geovane, Silas e Gabriel; Marco Túlio, Iury Castilho e Guilherme Dellatorre.

Técnico: Mozart

ÁRBITRO: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)

LOCAL: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular