Publicado 22 de Junho de 2021 - 10h18

Por Odair Alonso/Correio Popular

No Guarani, os atletas Matheus Souza e Lucão disputam posição; Daniel Paulista deve definir quem joga momentos antes da partida

Thomaz Marostegan/Guarani FC

No Guarani, os atletas Matheus Souza e Lucão disputam posição; Daniel Paulista deve definir quem joga momentos antes da partida

Depois de quase quinze anos, Guarani e Remo voltam a se enfrentar na Arena Baenão, em Belém, no Pará. As equipes já jogaram onze vezes, com ligeira vantagem do bugre, quatro vitórias, contra três do leão. Mas a última, justamente em Belém, teve vitória azulina por dois a zero.

O Guarani, embalado pela vitória no dérbi, viajou e já treinou na capital paraense. O técnico Daniel Alves, o Daniel Paulista, disse a respeito do jogo: “Vencer o dérbi tem que ser muito comemorado, principalmente por ganhar em casa. Eu vinha falando para meus jogadores que, time que deseja subir, precisa fazer os pontos em seus domínios. Mas agora isso é passado. O Remo tem uma ótima equipe e precisamos manter o foco se quisermos continuar nossa luta para chegar no G4."

E, para a partida contra o Remo, Daniel tem dois sérios problemas: as ausências de Régis, autor do gol da vitória no dérbi e artilheiro do time, e Bruno Sávio. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo. Para o lugar de Régis, Andrigo já está recuperado e praticamente escalado. A dúvida fica no ataque, onde tanto pode aparecer Matheus Souza, quanto Lucão do Break, ao lado de Paulo César e Davó. A decisão só acontece momentos antes da partida. Daniel também falou sobre a viagem logo em seguida ao jogo contra a Ponte: “É um campeonato desgastante, nós sabemos disso, longo, mas, nos dá oportunidade de entrosar a equipe e buscar algo maior lá na frente”.

Por sua vez o Remo de Paulo Bonamigo, apesar de estar descansado, pois teve o jogo contra o Avaí, no sábado, adiado, devido a fortes chuvas, enfrenta sérios problemas de contusões e também de cartões. Outro detalhe interessante nesse jogo será o reencontro de Romércio contra seu ex-clube, o Guarani.

Thales

O zagueiro central Thales falou com a imprensa tanto sobre o dérbi, quanto sobre sua situação no clube e objetivos no campeonato: “Não me vejo como intocável, temos outros zagueiros excelentes no grupo, como titular venho trabalhando bastante desde que cheguei ao Guarani, tanto mentalmente como dentro do campo, e se você não der o seu melhor você acaba perdendo seu espaço”.

Sobre o dérbi, pontuou: “Nesse derbi eu fui feliz, tive boa recuperação naquele desarme, fomos melhor os 90 minutos, agora é virar a chave, é pensar no Remo e impor nosso ritmo temos tudo para sair com os três pontos”.

Ele também comentou as viagens, longas, por todo o país, jogando de terça e sexta: “É desgastante viagem, concentração, mas jogar é bom, entram peças novas que estão sempre chegando, mas é bom para a gente evoluir como grupo e como time”.

Explica que o técnico criou uma plataforma que facilita o trabalho de todos: “Independentemente de quem joga, o Daniel trabalha a plataforma tática com titulares e reservas da mesma forma, então todos sabem o que fazer. O Ronaldo é experiente, sabe como jogar”, disse.

Novo goleiro

O Guarani está trazendo o goleiro Lucas França, de 25 anos, do Cruzeiro de Belo Horizonte, por empréstimo até o final da série B do Campeonato Brasileiro.

 

 

Escrito por:

Odair Alonso/Correio Popular