Publicado 19 de Junho de 2021 - 10h55

Por Lucas Rossfa

Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Divulgação

Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Em busca de reabilitação imediata na Série B do Campeonato Brasileiro, a Macaca desafia o rival Guarani, a partir das 18h30 deste sábado (19), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em duelo válido pela quinta rodada.

Com praticamente todo elenco à disposição, Gilson Kleina deve manter boa parte do time titular acionado na derrota diante do Cruzeiro para tentar o primeiro resultado positivo na competição nacional.

Depois de ficar fora do duelo com a Raposa por força de contrato, Rafael Santos, titular em dois dos quatro compromissos, fica à disposição e reassume a vaga de Jean Carlos na lateral-esquerda.

Na direita, Kevin, estreante no meio de semana, é o principal cotado para seguir no setor, enquanto Felipe Albuquerque deve permanecer como alternativa no banco de reservas.

De volta ao Brasil após resolver problemas burocráticos em Portugal, Niltinho treinou nesta sexta-feira (18) e está apto para ir a campo, enquanto a manutenção do esquema tático com três zagueiros não está descartada.

No sistema ofensivo, a tendência é de que Moisés, apesar de incômodo muscular na coxa, siga entre os 11 - o parceiro, entretanto, é incerto.

"Feliz de estar aqui na Ponte Preta. A gente sabe que jogar o dérbi é diferente. Então, como todo mundo fala, é um campeonato à parte. Eu já me sinto 100%. Já deixo na mão do professor. Eu vou focar e concentrar bastante. Sei da importância do clássico aqui em Campinas. Vamos estar bem focados e determinados para poder ganhar o jogo", disse o centroavante Rodrigão, em coletiva de apresentação.

"A gente sabe como é a pressão de um dérbi aqui. Vai ser o meu primeiro, mas quem já jogou aqui sabe como é que é. Então, como eu falei, a gente está bem focado e bem determinado. Se Deus quiser, vai dar tudo certo para sair com a vitória", acrescentou.

Histórico

Gilson Kleina tem desempenho positivo pela Ponte Preta no dérbi campineiro contra o Guarani.

Em cinco clássicos à frente da Macaca, o treinador registra, entre 2011 e 2019, cinco jogos, com duas vitórias, dois empates, uma derrota e 53,3% de aproveitamento.

Os dois resultados positivos do paranaense no duelo local foram registrados durante campanha de acesso na Série B do Campeonato Brasileiro de 2011.

Escrito por:

Lucas Rossfa