Publicado 11 de Junho de 2021 - 11h54

Por Odair Alonso/Correio Popular

Com a suspensão do goleiro Rafael Martins, Gabriel Mesquita ganha chance no gol do Guarani

Thomaz Marostegan/Guarani FC

Com a suspensão do goleiro Rafael Martins, Gabriel Mesquita ganha chance no gol do Guarani

Guarani e Náutico medirão forças nesta sexta-feira, às 21h30, em jogo que será um divisor de águas. De um lado o alviverde que vem de uma goleada marcante sobre o Operário no estádio Couto Pereira, em Curitiba, por 5 x 2, de outro, o Náutico, campeão pernambucano. Ambos estão no G4, o Náutico em segundo, com 6 pontos ganhos, o bugre em terceiro com 4 pontos ganhos. Os dois sonhando alto na série B do campeonato brasileiro.

Daniel Paulista teve tempo para treinar sua equipe e praticamente definiu a escalação do bugre de olho no timbu, devendo ter apenas uma mudança em relação à última partida. Com a ausência de Rafael Martins, expulso em Curitiba, Gabriel Mesquita será utilizado no gol e ganha nova chance entre os titulares. Em relação aos jogadores de linha, a tendência é a manutenção da mesma equipe, caso nenhum imprevisto aconteça de última hora. Régis continua na função de armador e o trio de frente será formado por Bruno Sávio, Davó e Júlio César.

Desfalque

O principal desfalque será Andrigo, artilheiro do bugre nesta temporada com quatro gols, em 12 jogos. O camisa 10 está em fase final de recuperação da fascite plantar no pé esquerdo e nem deve ser relacionado para o jogo. O mais provável é que seja preservado para a partida contra o CSA, no meio da próxima semana, em Maceió.

Estréia

A expectativa do torcedor bugrino fica para a estréia Diogo Mateus, reforço anunciado nesta semana, que teve o nome publicado no BID da CBF e já pode ficar à disposição no banco de reservas.

Mini-meta

Esperança de gols para o jogo de hoje, Bruno Sávio descarta traçar mini-metas nesta edição da série B do campeonato brasileiro. O atacante, autor do primeiro gol na goleada em cima do Operário, quer projetar trajetória do bugre a cada rodada: “Eu acho que a matemática é jogo a jogo. Você tem que lidar como se fosse o último. Todos os pontos são importantes. Então, neste momento, o jogo de hoje contra o Náutico é nossa decisão. Quando acabar o jogo, independente do resultado, a gente tem que mudar a chave para o próximo adversário. É jogo a jogo”.

Além disso, Sávio ressaltou a importância de manter a humildade: É muito bom fazer cinco gols, mas o que conta mesmo são os três pontos, especialmente fora de casa. Esses pontos vão fazer diferença lá na frente. São 36 jogos, todos verdadeiras decisões, concluiu o atacante”.

Náutico

A equipe recifense tem apenas um desfalque garantido para o jogo de hoje. O volante Djavan sentiu fortes dores na coxa e foi vetado pelo departamento médico. Seu substituto será Matheus Trindade. O outro volante, Rhaldney, sentiu apenas cansaço e foi liberado. O atacante Kieza, que chegou a preocupar, viajou com a delegação para Campinas e, a princípio, deve jogar.

Escrito por:

Odair Alonso/Correio Popular