Publicado 25 de Maio de 2021 - 11h43

Por Thaís H. Bento/Correio Popular

Richard, que pertence ao Internacional, realizou exames médicos e participou de avaliações físicas

Diego Almeida/PontePress

Richard, que pertence ao Internacional, realizou exames médicos e participou de avaliações físicas

De olho na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro, o elenco da Ponte Preta se reapresentou nessa segunda-feira no CT (Centro de Treinamento) do Jardim Eulina, no período da manhã. E nesse primeiro treino já houve novidade, porém, não no comando técnico.

O atacante Richard, que estava no Botafogo-SP e pertence ao Internacional-RS, realizou exames médicos e participou de avaliações físicas no gramado no dia de ontem (24). O clube também anunciou a chegada do lateral esquerdo Rafael Santos, que atuou na Inter de Limeira no Paulistão. Ele tem 23 anos, pertence ao Cruzeiro e chega por empréstimo à Macaca. Rafael já defendeu também as cores da Chapecoense e do Mirassol. As atividades durante a semana serão feitas pelo auxiliar fixo do clube, Sandro Forner.

Além desses dois atletas já contratados e anunciados oficialmente, a Ponte Preta já tem mais dois reforços encaminhados e que devem ser oficializados em breve: o volante Lucas Cândido, ex-Vitória, e o atacante Josiel, que está no Cuiabá. Outra necessidade da Ponte Preta nesse momento é a contratação de um novo treinador, que vai substituir Fábio Moreno.

 

Novo treinador

Após a demissão de Fábio Moreno do cargo de técnico no último sábado (22), que agora segue no clube como coordenador de futebol, a Ponte Preta está em busca do novo comandante para a equipe visando um melhor desempenho na Série B. Até o momento, o auxiliar fixo do clube, Sandro Forner, comanda a equipe nos treinamentos junto com o preparador físico Juvenilson Souza.

Os nomes procurados pelo clube são os de Vinícius Bergantin, Zé Ricardo e Eduardo Barroca. O primeiro é treinador do Ituano há quase quatro anos (desde junho de 2017). Ele tem 40 anos de idade e apenas tem passagem pelo time de Itu como técnico. Ele foi auxiliar em 2016 e hoje é o comandante mais longevo do país nas Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

O segundo tem 50 anos de idade e está sem clube desde o final de 2019, quando comandou o Internacional. Ele já trabalhou também no Flamengo, Vasco, Botafogo e Fortaleza. O terceiro e último nome já é conhecido do Executivo de Futebol da Macaca, Alarcon Pacheco. Os dois profissionais trabalharam juntos no Vitória. Barroca já comandou o Sub-20 do Corinthians e as equipes profissionais do Atlético-GO, Coritiba e Botafogo (foi demitido em fevereiro desse ano após rebaixamento do clube para a Série B).

Léo Conde, treinador do Novorizontino, foi procurado pela Ponte Preta, mas não aceitou o convite. O comandante, campeão do Troféu do Interior diante da própria Macaca, renovou o contrato com o Tigre até 2022.

 

Quinta troca

Com a saída de Fábio Moreno do comando técnico e a chegada do novo profissional, a Ponte Preta vai somar a quinta troca de treinador em apenas um ano e meio. Esses números são do período atual de presidência de Sebastião Arcanjo, de novembro de 2019 até hoje. Já comandaram o time Gilson Kleina, João Brigatti, Marcelo Oliveira e Fábio Moreno.

Faz parte dos ajustes e reformulação do elenco a saída de jogadores e por isso a Ponte Preta oficializou duas "baixas". O zagueiro Luizão e o volante Barreto não fazem mais parte do time e já foram liberados. Os contratos dos atletas iriam vencer em 31 de maio, mas o término foi antecipado.

A Ponte Preta iniciou sua caminhada no Campeonato Brasileiro da Série B 2021 nessa semana e já entra em campo no próximo domingo, dia 20. A Macaca vai estrear na competição diante do Brusque às 11h, em Santa Catarina.

Escrito por:

Thaís H. Bento/Correio Popular