Publicado 23 de Maio de 2021 - 14h45

Por Thaís H. Bento/Correio Popular

Auxiliar Sandro Forner (esq.) vai comandar a equipe a partir da reapresentação na segunda. Fábio Moreno (dir.)

Diego Almeida/PontePress

Auxiliar Sandro Forner (esq.) vai comandar a equipe a partir da reapresentação na segunda. Fábio Moreno (dir.)

Fábio Moreno não é mais o técnico da Ponte Preta. Após reunião da comissão técnica e diretoria, realizada na manhã desse sábado, o então treinador voltará a ser coordenador técnico da Macaca. Sandro Forner, que é o auxiliar, vai comandar a equipe a partir da reapresentação na segunda-feira até o novo comandante chegar no estádio Moisés Lucarelli.

O ex-técnico agora vai colaborar com o gerente executivo de futebol, Alarcon Pacheco, na reformulação e contratação do time, além da implementação do Padrão Ponte Preta de trabalho e treinamento.

Fábio Moreno estava com respaldo do presidente Sebastião Arcanjo, mas devido ao desempenho no Campeonato Paulista, derrota no Troféu do Interior (foi vice-campeão) e cobrança da torcida, o clube decidiu pela mudança do comando técnico. O foco agora é totalmente a Série B e buscar o acesso, apesar de terem ciência que esta edição do campeonato será mais complicada devido a outros grandes clubes.

Após a derrota para o Novorizontino por 2 a 0, na última quinta-feira, Moreno foi questionado na coletiva de imprensa se ele aceitaria retornar ao cargo de coordenador para a chegada de um novo técnico, caso o clube solicitasse. Na oportunidade, ele afirmou que não falaria de algo hipotético.

"Eu me preparei muito para assumir o cargo de treinador. Já são anos no futebol. Eu procuro não pensar dessa maneira em uma situação que seja hipotética", disse.

"Em reunião realizada nesta manhã para planejamento da série B, entre o comando de futebol e a comissão técnica, ficou definido que Fábio Moreno irá reassumir o cargo de coordenador técnico da macaca. Moreno irá priorizar a implementação do Padrão Ponte Preta e auxiliar o gerente executivo Alarcon Pacheco na reformulação do elenco e novas contratações do clube. A diretoria executiva irá trabalhar no nome de um novo treinador, que deverá ser anunciado em breve. O auxiliar técnico Sandro Forner irá comandar o treinamento na reapresentação desta segunda", segundo nota oficial da Ponte Preta.

Retrospecto

Fábio Moreno já exerceu a função de coordenador técnico antes de ser efetivado como comandante da Ponte Preta, o que foi feito em dezembro do ano passado.

Incluindo as duas passagens como interino, Moreno já disputou 31 jogos, sendo 12 derrotas, 11 vitórias e oito empates, um aproveitamento de 44,08%. Foram 41 gols marcados e 37 sofridos.

De olho na Série B

Daqui uma semana a Ponte Preta inicia sua caminhada no Campeonato Brasileiro da Série B 2021. A Macaca vai estrear na competição diante do Brusque, no próximo domingo, dia 30, às 11h. O jogo será realizado fora de casa, em Santa Catarina.

Para essa preparação, o elenco pontepretano vai retornar de folga (sexta, sábado e domingo) e se reapresenta na segunda-feira (24), agora com o comando técnico do auxiliar Sandro Forner. A partir daí, atenção 100% na Série B.

Enquanto isso, a comissão técnica e a diretoria seguem reunidos para definir o trabalho que será feito, quem será o novo treinador e também quais jogadores vão sair e chegar no estádio Moisés Lucarelli. Com relação ao comando técnico, um dos nomes procurados foi o de Léo Conde, treinador do Novorizontino no Campeonato Paulista (e que estava na mira do Guarani).

Já sobre reforços dentro de campo, o clube busca cerca de seis jogadores para reforçar o time na temporada. Os setores devem ser gol, zaga, lateral esquerda e ataque.

Até o momento dois reforços estão encaminhados: o atacante Richard e o volante Lucas Cândido. O primeiro tem 21 anos, estava no Botafogo-SP, emprestado pelo Internacional, e atuou em oito jogos do Campeonato Paulista, sem marcar nenhum gol. Antes ele passou praticamente dois anos no futebol português, atuando no Belenenses e Tondela.

O segundo tem 27 anos e sua última passagem foi no Vitória da Bahia, entre 2019 e 2020. No total foram 47 jogos e dois gols marcados. Lucas foi revelado nas categorias de base do Atlético-MG e atuou no clube entre 2013 e 2019.

Escrito por:

Thaís H. Bento/Correio Popular