Publicado 21 de Maio de 2021 - 12h09

Por Thaís H. Bento/Correio Popular

Abaixo do esperado, a Ponte Preta encontrou dificuldades para criar jogadas e concluir chances de ataque

Diego Almeida/Ponte Press

Abaixo do esperado, a Ponte Preta encontrou dificuldades para criar jogadas e concluir chances de ataque

A Ponte Preta não conseguiu o resultado positivo na quinta-feira, foi derrotada pelo Novorizontino por 2 a 0 e perdeu o título do Troféu do Interior. O jogo foi realizado no estádio Dr. Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte.

Dessa maneira, a macaca garante apenas o prêmio de segundo lugar, R$ 70 mil, e o Tigre conquista a tão sonhada vaga para a Copa do Brasil e mais R$ 252 mil para os cofres do clube.

A Ponte Preta não conseguiu a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista e não ganhou o título que faria o time se redimir com a torcida. Além disso, os prêmios seriam pontos positivos para o clube, principalmente por garantir a vaga para a Copa do Brasil.

Na primeira etapa, a Ponte Preta entrou desatenta em campo e logo no início do jogo, aos três minutos, levou um gol, assim como no jogo passado contra o RB Bragantino. Jenison recebeu a bola e chutou cruzado, Felipe Rodrigues apareceu sozinho na área e balançou as redes do goleiro Ygor Vinhas.

O time de Fábio Moreno tinha dificuldade para criar jogadas e concluir as chances ofensivas que teve. Já a equipe de Léo Condé teve mais posse de bola e aproveitava os contra-ataques. O primeiro gol, inclusive, foi marcado dessa maneira.

Camilo se dedicou bastante em campo e teve uma chance de bicicleta, mas a bola subiu e passou por cima do gol. Moisés, após cruzamento de Apodi, tentou de primeira e também não conseguiu. O Novorizontino não demonstrou tanto na sequência da primeira etapa, mas mesmo assim a Ponte Preta não conseguiu empatar o jogo.

No intervalo, Fábio Moreno fez duas alterações para tentar mudar o desempenho da equipe, mas o resultado não foi o esperado. João Veras tentou de cabeça, mas a bola foi desviada. Camilo aparece novamente após sobra de Dawhan. Bola raspou o travessão e foi para fora.

A macaca foi melhorando em campo e abrindo um pouco de espaço, mas não o suficiente para empatar o jogo. O Novorizontino caiu um pouco de desempenho comparado com o primeiro tempo, mas não se apagou. Edson Silva, que foi titular na partida para substituir Robson, marcou o segundo do Tigre. Após cobrança de escanteio, o jogador completou de cabeça.

O segundo tempo continuou e a Ponte Preta buscou o resultado até o final. João Veras teve mais uma chance, mas a bola passou por cima do gol. A partida continuou em bom ritmo, algumas substituições em campo para buscar mudanças, mas nada foi concluído. O árbitro da partida deu cinco minutos de acréscimos e a Ponte Preta já não tinha mais condições de empatar. Foram segundos de sufoco e tristeza pela derrota na decisão. O time havia garantido a classificação na semifinal e final após cobranças de penalidades, mas nem isso a Macaca conseguiu na quinta-feira.

 

Sequência da temporada

A partir de agora o foco da Ponte Preta se volta 100% para a Série B do Campeonato Brasileiro. O time deve se reapresentar na segunda-feira e iniciar a preparação. A equipe estreia contra o Brusque no domingo, dia 30 de maio, às 11h no estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina.

Já o adversário disputa a terceira divisão nacional. O Novorizontino vai iniciar a Série C diante do Figueirense dia 29 de maio, às 16h, em casa.

Fora de casa, a macaca foi derrotada pelo Novorizontino.

Escrito por:

Thaís H. Bento/Correio Popular