grande produção

Terror viking 'O Homem do Norte' estreia nos cinemas

Filme é produção do cultuado diretor do gênero Robert Eggers, o mesmo de “A Bruxa” e “O Farol”

Aline Guevara
12/05/2022 às 09:54.
Atualizado em 12/05/2022 às 09:54

A produção de US$ 90 milhões do diretor americano Robert Eggers é um épico viking que aborda costumes nórdico (Divulgação)

O novo filme do cultuado diretor Robert Eggers, o terror viking “O Homem do Norte”, chega nesta quinta-feira aos cinemas com status de grande produção e um elenco repleto de estrelas. O longa-metragem é protagonizado pelo sueco Alexander Skarsgård, que tem no currículo um Emmy de Melhor Ator Coadjuvante pela série “Big Little Lies”. Mas, os coadjuvantes da produção chamam bastante a atenção: Nicole Kidman, Anya Taylor-Joy, Willem Dafoe, Ethan Hawke e até mesmo a cantora Björk, que fez sua última participação no cinema há 22 anos. Certamente o que atraiu tantos atores renomados para a produção é a já estabelecida carreira do jovem diretor que representa uma voz fundamental dentro da nova geração do cinema do terror.

Outros nomes que vêm alavancando o gênero entre a crítica e o público são os diretores Jordan Peele, vencedor do Oscar com “Corra!” (2017), e Ari Aster, de “Hereditário” (2018) e “Midsommar” (2019). Mas, foi o elogiado “A Bruxa”, em 2015, estreia nos cinemas de Eggers, que restabeleceu o terror como vertente capaz de entregar ótimos filmes. Com seu segundo trabalho, o igualmente prestigiado “O Farol” (2019), o cineasta mostrou que não tinha sorte de principiante. E eis que chegamos à sua terceira produção.

Em “Homem do Norte”, o diretor usa o crédito recebido para fazer seu filme mais caro, com orçamento de US$ 90 milhões, e cria um épico situado no cenário viking. A história é desenvolvida a partir de um drama contado em várias sagas nórdicas e que inspirou Shakespeare a escrever “Hamlet”: um príncipe é destituído do seu reino após o assassinato do pai pelo próprio tio e jura vingança. Resta, então, descobrir se após a nova promessa de um grande filme a filmografia de Eggers seguirá impecável.

Os 95 anos da Academia de Ciências Cinematográficas

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood completou ontem 95 anos. Fundada no dia 11 de maio de 1927, em Los Angeles, nos Estados Unidos, pelo produtor norte-americano Louis B. Meyer, ela tinha o objetivo inicial de promover a indústria do cinema. Mas hoje, mais de nove décadas depois, a instituição é mais conhecida pela entrega anual do Oscar. Entre os membros votantes da Academia, que são 9.487 profissionais ativos da indústria cinematográfica, existem alguns brasileiros, como os atores Fernanda Montenegro, Wagner Moura e Alice Braga e os cineastas Fernando Meirelles, Petra Costa e Kleber Mendonça Filho.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por