Publicado 15 de Setembro de 2021 - 17h34

Por Huguette Gallo/ Correio Popular

A engenheira, jornalista e artista visual Gisele Faganello e suas Nanas

Divulgação

A engenheira, jornalista e artista visual Gisele Faganello e suas Nanas

A engenheira, jornalista e artista visual Gisele Faganello - além de belos abstratos e da busca incessante e compulsiva por todas as técnicas de arte - têm uma nova paixão: criar suas adoráveis Nanas, inspiradas na artista francesa Niki de Saint Phalle (1930-2002), conhecida em todo o mundo, principalmente por suas gigantescas Nanas de poliéster. As obras estão em exposição em Campinas e virtualmente.

Seu contato com as obras de Niki se deu em Hannover, na Alemanha, quando ela se encantou com a linguagem tão pop art retratando corpos femininos volumosos, coloridos e sensuais em grandes dimensões. Nana é um termo ambíguo do francês para a mulher moderna, autoconfiante, erótica e perversa. Elas representam vitalidade, feminilidade, modelagem livre, sem inibições e convenções: unem todas as mulheres em si mesmas.

Gisele faz releituras das Nanas em pequena escala, em papel maché, que encantam e assinam bem qualquer espaço.

Confiras as obras de Gisele na exposição virtual Figurações Poéticas, de curadoria e produção da Galeria Ligia Testa (https://artspaces.kunstmatrix.com/en/exhibition/7747693/figura%C3%A7%C3%B5es-po%C3%A9ticas). A mostra também pode visitada presencialmente na galeria (Av. Dr. Heitor Penteado, 1611 - Taquaral, Campinas).

Escrito por:

Huguette Gallo/ Correio Popular