Publicado 14 de Setembro de 2021 - 17h37

Por Do Correio.com

Cena do espetáculo IMAGO – Uma Lua n’Água, do Grupo Matula Teatro

Maycon Soldan / Divulgação

Cena do espetáculo IMAGO – Uma Lua n’Água, do Grupo Matula Teatro

Quais são as histórias das Artes da Cena em Campinas guardadas no baú da memória? Para mergulhar nesse tesouro ainda a ser explorado, a Câmara Temática das Artes da Cena de Campinas (CTAC) promove o ciclo de conversas “Memórias da Cena Campineira”, a partir desta quinta-feira (16) até domingo (19), aberto ao público, com transmissão pelo YouTube do Conselho Municipal de Cultura (CoMCult) (https://www.youtube.com/CoMCultCampinas). O dia do encerramento coincide cm a celebração do Dia Nacional do Teatro.

Durante os quatro encontros do ciclo, realizado em parceria com a Federação Campineira de Música, Teatro e Audiovisual (FECAMTA), e com o CoMCult, artistas de vários segmentos irão contar e ouvir algumas memórias, na tentativa de mapear, contextualizar e procurar estratégias para criar arquivos em diálogo com o efêmero das artes cênicas.

“Somos artistas da sociedade civil de Campinas, cujo interesse apaixonado nas trajetórias das Artes da Cena em nossa cidade propõe o diálogo como forma de resgate e perpetuação da história. Vamos conversar sobre teatros de grupo, teatros negros, cidadania, formação teatral e finalizar com algumas perspectivas nacionais”, destaca Pamella Villanova, artista arte educadora, que faz parte da organização do evento.

Segundo a diretora e pesquisadora das Artes da Cena, Tiche Vianna, durante a programação será apresentado o acesso à ferramenta linktree, que agregará as informações sobre as memórias das artes da cena na cidade e as colaborações que serão enviadas posteriormente. “Entendemos que o mapeamento da memória das Artes da Cena e de todas as linguagens artísticas é uma ação importantíssima para que a sociedade como um todo compreenda definitivamente o papel das artes na construção das relações sociais e da saúde emocional de um povo”, reflete da diretora teatral.

Pamella destaca, ainda, que a iniciativa representa “uma ótima oportunidade de as pessoas jovens conhecerem o que já existiu e existe no teatro campineiro e, ao mesmo tempo, valorizar a experiência de artistas com longas trajetórias”.

Ciclo plural

Na abertura, a conversa será sobre a memória da Cena em Campinas, com participação de Marcos Brytto, Sonia Fardin e Márcia Baltazar. Na sexta-feira (dia 17), “Teatros Negros” entra na roda com Fausto Antonio, Luanda Sant'Ana, Roberto Boni, Marcos Brytto e Felipe Venâncio.

O tema “Formação de Atuantes: Teatro Escola e Escola de Teatro”, no sábado (18), contará com Gracia Navarro (Unicamp), Marina Franco (Grupo Tespis), Tiche Vianna (Barracão Teatro) e Alice Possani (Matula Teatro).

Para o encerramento, no Dia Nacional do Teatro, a programação reunirá representantes da Confederação Nacional de Teatro e Audiovisual (CONFENATA): Rafaela Catarina Kinas (SC), Norval Berbari (GO), Roberto Carlos (PE), com mediação de Pamella Villanova e abertura de Alice Possani.

ANOTE

Quinta-feira (dia 16), 20h: Um olhar sobre a memória da Cena em Campinas, com participação de Marcos Brytto e Sonia Fardin, mediação de Márcia Baltazar

Sexta (17), 20h - Teatros Negros em Campinas, com Fausto Antonio, Luanda Sant'Ana, Roberto Boni; mediação de Marcos Brytto e abertura de Felipe Venâncio.

Sábado (18), 20h - Formação de Atuantes: Teatro Escola e Escola de Teatro, com Gracia Navarro (Unicamp), Marina Franco (Tespis), Tiche Vianna (Barracão Teatro), mediação Alice Possani.

Domingo (19), 16h - Perspectivas Nacionais com os representantes da Confederação Nacional de Teatro e Audiovisual Rafaela Catarina Kinas (SC), Norval Berbari (GO), Roberto Carlos (PE), mediação Pamella Villanova, abertura Alice Possani.

Onde: YouTube da CoMCult Campinas: https://www.youtube.com/CoMCultCampinas

De graça.

Escrito por:

Do Correio.com