Publicado 11 de Setembro de 2021 - 18h54

Por Cibele Vieira / Caderno C

Cena do espetáculo Tão Logo, de 2016, que faz parte do repertório do grupo Corpo Santo

Maycon Soldan / Divulgação

Cena do espetáculo Tão Logo, de 2016, que faz parte do repertório do grupo Corpo Santo

As festas de 15 anos são, tradicional’mente, para apresentar alguém que começa a ingressar na fase adulta. E essa é a sensação que fica ao observar a trajetória do grupo Corpo Santo, uma pequena companhia teatral, nascida do encontro de alunos do Conservatório Carlos Gomes, que lança uma mostra virtual com duas peças para comemorar seus 15 anos de estrada.

Douglas Chaves, fundador e dramaturgo da companhia, conta que o grupo começou a desenvolver seus trabalhos em 2006, buscando experimentar novas formas e linguagens a cada montagem. E foram 15 peças montadas desde então, sempre com o foco no ator criador, num processo que envolve pesquisa, jogos e exercícios que valorizam a construção da cena teatral, complementa.

Com o objetivo alcançar o público adulto, as montagens questionam temas contemporâneos, provocam o público e estreitam o diálogo com reflexões. Douglas destaca, entre os 15 espetáculos já montados, alguns que ganharam reconhecimento de público e crítica. Entre eles estão O Despertar da Primavera (2007), As Criadas (2008), Lugar Incomum (2011), Ofélia Morta! (2015) e Tão Logo (2016).

Ainda no isolamento provocado pela pandemia, a festa de debutante do grupo será on-line, com uma mostra virtual de dois trabalhos marcantes em sua história: Lugar Incomum e Tão Logo. “Nossa festa é para manter as memórias e amor ao teatro vivos”, declara Douglas. E completa dizendo que na impossibilidade de público presencial, “as lentes filtraram o que queríamos que fosse captado com o coração”.

O nome Corpo Santo, explica Douglas, surgiu da ideia de o ator ser uma espécie de santo, algo sagrado. “Trabalhamos muito as questões corporais e compreendemos o corpo como um instrumento para o teatro, sempre reconhecido através da liberdade: eu faço com esse corpo, atuante, aquilo que eu bem entender”. O grupo nasceu do encontro de alunos do Conservatório Carlos Gomes que tinham em comum a vontade de vivenciar o teatro de maneira mais intensa. “O público precisa sair do espaço pensando no que assistiu, sempre”, salienta Douglas.

Temporadas virtuais

Nesta semana, até quinta-feira (16 de setembro), a Cia Corpo Santo exibe a gravação de Lugar Incomum, peça comemorativa dos 5 anos do grupo. Já entre 17 e 23 de setembro é a vez de Tão Logo, espetáculo montado em comemoração aos 10 anos. Os links serão disponibilizados nas redes sociais e as transmissões exibidas no canal do YouTube da companhia.

ANOTE

15 Anos da Cia. Corpo Santo

Até 16 de setembro, às 20h: Lugar Incomum

De 17 a 23 de SStembro, às 20h: Tão Logo

Onde assistir: Instagram: @ciacorposanto

Facebook: cia corpo santo

Youtube: cia corpo santo

https://ciacorposanto.wixsite.com/companhiacorposanto

 

 

Escrito por:

Cibele Vieira / Caderno C