Publicado 20 de Agosto de 2021 - 12h47

Por Do Correio.com

A curadoria da exposição é da professora doutora Sylvia Furegatti, artista visual e pesquisadora também vinculada ao DAP IA Unicamp

Divulgação

A curadoria da exposição é da professora doutora Sylvia Furegatti, artista visual e pesquisadora também vinculada ao DAP IA Unicamp

O Museu de Arte Contemporânea de Campinas "José Pancetti" recebe a partir desta sexta-feira, dia 20 de agosto, a exposição ‘Pesquisa em Processo e Intermediação da Imagem’. A mostra reúne 12 painéis, que apresentam imagens das pesquisas artísticas de parte do corpo docente do Departamento de Artes Plásticas (DAP) do Instituto de Artes da Unicamp (IA).

Os projetos apresentados no MACC foram realizados pelos seus autores para as mais variadas linguagens (fotografia, intervenção e instalação artísticas, cerâmica, dentre outros). Os painéis, em grande formato (330 x 150cm) apresentam imagens das pesquisas de parte do corpo docente de artistas do DAP que atuam como professores da graduação e da pós-graduação em Artes Visuais do IA Unicamp.

A curadoria da exposição é da professora doutora Sylvia Furegatti, artista visual e pesquisadora também vinculada ao DAP IA Unicamp. O projeto tem sua origem na criação de um espaço expositivo dentro do Instituto de Artes, um painel criado em meados da década de 1980 para exposição de trabalhos em arte xerox que, ao longo do tempo, foi sendo ocupado de variadas formas entre exposição e comunicação geral.

Localizado no principal corredor de acesso no Instituto de Artes, este antigo painel acolheu o projeto expositivo “Wellcomet Harley”, organizado pelos professores doutores Lucia Fonseca e Gilbertto Prado, em meados da década de 1980. Com os anos, o uso do espaço foi mudando até que, aos poucos, o mural acabou sendo ocupado pela divulgação cotidiana de eventos, perdendo seu caráter artístico para uma configuração comunicativa.

Retomada

Os responsáveis pelo IA da universidade explicam que, a partir da instalação do projeto “Estante de Livros e Cadernos de Artista do DAP IA Unicamp”, criada em agosto de 2014, localizada em frente a este painel, “a imantação deste espaço de passagem torna se, aos poucos, lugar de possível convívio e proporciona meios para a sua retomada como espaço expositivo. Deste modo, estabelece-se, por meio da coordenação da professora doutora Sylvia Furegatti, a sistematização de exposições de painéis neste espaço”.

Mediados pela imagem impressa em grandes dimensões – continuam os responsáveis -, o conjunto dos painéis, impressos na técnica da sublimação sobre tecido, cria uma sequência de situações da criação artística que são oferecidas ao público visitante para que as (re)conheça, tanto em sua proximidade quanto em suas particularidades. Entende-se que a variação das linguagens contidas nessas imagens não apenas apresenta as linguagens praticadas pelos professores artistas, como também nos oferece a chance de compartilhar a leitura das soluções plásticas e conceituais, vinculadas à arte contemporânea e sua constante hibridação.

Os professores-artistas que integram esta exposição são: Edson Reuter, Ernesto Boccara, Filipe Salles, Ivanir Coseniosque, Lucia Fonseca, Luise Weiss, Lygia Eluf, Márcio Périgo, Marco do Valle (in memorian), Paulo Teles, Rachel Zuanon, Sergio Niculitcheff e Sylvia Furegatti. Os professores Paulo Kühl e Selma Machado Simão, respectivamente docentes das áreas de História da Arte e Arte-Educação são os autores dos textos de apresentação da mostra.

Meta-exposição

O projeto expositivo desdobra-se em distintas camadas e adota a forma de uma meta-exposição, para apresentar virtualmente proposições de arte educação direcionadas às escolas que mantinham relacionamento e frequentavam presencialmente o MACC.

O Projeto Educativo criado especificamente para esta mostra pública é de autoria e coordenação de Julyana Troya (Instituto Marco do Valle) com apoio de Erika Burini. Sua proposta atenta para a atual configuração dos protocolos de segurança para visitação e utiliza-se, assim, de variadas portas de entrada e acesso virtual para os conteúdos apresentados nos trabalhos expostos no Museu.

Por meio do QR Code que acompanha as legendas dos trabalhos, o visitante presencial pode acessar tanto essas proposições educativas destinadas a diferentes públicos e faixas escolares quanto toma contato com outros detalhes da pesquisa de cada artista, multiplicando as camadas de informação contidas nas imagens. Este material será remetido, por e-mail e na forma impressa, para cerca de 300 escolas cadastradas pelo MACC, e igualmente divulgado no site oficial do Instituto de Artes em sua sessão de eventos, disponível em: https://www.iar.unicamp.br/

A proposta expositiva para o MACC visa retomar as pontes comuns que têm sido elaboradas entre a Unicamp, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Campinas e o MACC, vitais para o reconhecimento das ações de pesquisa e importância das redes para a formação na área das artes visuais contemporâneas. No total, o Departamento de Artes Plásticas conta com 21 docentes. Neste projeto há a participação de apenas 15 deles, o que sinaliza, como se espera, outras possíveis aberturas para projetos futuros.

O projeto acolhido pelo MACC foi viabilizado por meio de Apoio à Pesquisa Docente – FAEPEX Unicamp, em parceria com a marca Hofstatter, representada pelo artista visual Matheus Hofstatter, que trabalha com este tipo de produção artística de painéis em tecido. Hofstatter é o apoiador do Projeto do Painel Expositivo do DAP IA Unicamp desde sua inauguração.

É possível conhecer mais detalhes, e as exposições realizadas no projeto do DAP por meio do perfil no Facebook: https://www.facebook.com/painelexpositivodap

Escrito por:

Do Correio.com