Publicado 13 de Novembro de 2021 - 9h24

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular

Presidente Jair Bolsonaro tem live removida do Youtube

Divulgação

Presidente Jair Bolsonaro tem live removida do Youtube

A anunciada filiação do presidente Jair Bolsonaro no PL de Waldemar Costa Neto, assinalada para o próximo dia 22, levou frustração e lamento para o interior do PSDB paulista. O governador João Doria e seu vice Rodrigo Garcia - candidato ao Palácio dos Bandeirantes - tinham como certo o apoio do PL à campanha tucana em São Paulo. Mais que isso, Garcia, com alguma influência no interior do Estado, vinha há semanas costurando com afinco produtiva aliança com diretórios do PL. Acabou.

FRUSTRAÇÃO E LAMÚRIA 2

O aporte de Bolsonaro no PL altera a rota de Doria e Garcia, e recoloca o plano de tucanos e membros do PL paulista. De certa forma, com o presidente em suas fileiras, Waldemar Costa Neto conclamará o partido a marchar unido. a palavra de ordem será Bolsonaro. Do outro lado, no meio do tucanato, a avaliação é a de que, com o presidente no palanque, nem Doria e nem Garcia vão querer subir ao seu lado. O cálculo agora é saber quanto perde o PSDB sem o apoio do PL.

FRASE

"O setor de eventos foi o que mais sofreu com a pandemia. Com essa lei, desburocratizamos e agilizamos o segmento.”

Dário Saadi, prefeito de Campinas

FRUSTRAÇÃO E LAMÚRIA 3

Mal ingressou no Podemos e se colocou na corrida presidencial, Sergio Moro já produz temores no Palácio do Planalto. Começou a amealhar simpatizantes no núcleo do poder.

FRUSTRAÇÃO E LAMÚRIA 4

O grupo político de Bolsonaro avalia que o ex-ministro da Justiça pode ser o pior dos pesadelos, por constituir o candidato que mais votos deverá tirar do presidente.

************

Como constatação, Moro já conquistou a afeição de bolsonaristas com algum peso. Entre eles, o senador Eduardo Girão - baluarte de Bolsonaro na CPI da Covid -, e Marcos do Val (ES).

A TORTO E A DIREITO

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, adiantou ontem que a sigla estará ao lado de Luiz Inácio Lula da Silva, em eventual segundo turno nas eleições presidenciais de 2022.

A TORTO E A DIREITO 2

Ao que fica claro, Lupi não aposta muitas fichas em Ciro Gomes, o candidato do seu partido. O dirigente diz que estará ao lado de quem for progressista, e que não apoiará candidatos de direita.

A TORTO E A DIREITO 3

Nesse capítulo, Lupi deu pontapés a torto e a direito, não poupando figuras que considera de direita. Disse que o PDT se nega a prestar apoio a João Doria e ao ex-juiz Sergio Moro.

PRÓXIMOS

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alkmin deu ontem o tom de suas tendências eleitorais futuras. Com todas as letras, ele disse não ter “diferenças intransponíveis” em relação a Lula, e que se sentiria “honrado” com um convite para ser seu candidato a vice-presidente.

REFIS DA SETEC

A Câmara Municipal de Campinas aprovou por unanimidade o Projeto de Lei Complementar que reduz os cálculos de multa para devedores da SETEC

RETOMADA DE EVENTOS

A Câmara Municipal deve receber na quarta-feira o projeto de lei do Executivo que desburocratiza o segmento de eventos e cria condições tributárias para a retomada econômica. Os vereadores devem agilizar a votação a tempo de dar aproveitamento aos benefícios nas festas natalinas.

EMPREGA MULHER

O vereador Permínio Monteiro (PSB) propôs projeto de Lei para criar o Programa “Emprega Mulher”, destinado à capacitação profissional e geração de emprego a mulheres chefes de família, em situação de vulnerabilidade social e em situação de violência doméstica.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular