Publicado 10 de Setembro de 2021 - 8h55

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular

O mercado teve nesta quinta-feira (9) um respiro de alívio, uma puxada de ar à la Yoga, após a divulgação da Carta à Nação, do presidente Jair Bolsonaro, e de sua conversa formal com o ministro Alexandre de Moraes, além da intermediação de Michel Temer, ex-presidente da República, com quem ele almoçou. Bolsonaro abdicou das frases golpistas e abriu mão da agressividade, colocando premissas de pacificação e de prosperidade. O alívio foi estendido aos presidentes de Câmara e Senado, pela sinalização de real paz política.

NOVOS TEMPOS? 2

Para muitos, a declaração de Bolsonaro, redigida com o auxílio de Temer, soou como um recuo. Contudo, um recuo saudado como um elemento que vai possibilitar a harmonia e o diálogo em prol do Brasil, conforme assinalou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Ao que tudo indica, Bolsonaro deixou as ruas no Sete de Setembro percebendo a gravidade do momento. Telefonema a Temer, na quarta-feira à noite, selou aquilo que parece bonança.

FRASE

"Nunca tive a intenção de agredir os Poderes.”

Jair Bolsonaro, presidente da República

MUDANDO O PRUMO

Ao discursar na 13ª Cúpula dos BRICS, o presidente Jair Bolsonaro mudou o tom e a posição de ataque à China. Em lugar de pedradas, elogios às parcerias comerciais do Brasil com o país asiático, em especial na produção de vacinas anti-covid.

DORIA NA REGIÃO

O governador João Doria pegou a estrada ontem e visitou Sumaré, na RMC, onde autorizou a construção de uma Etec (Escola Técnica Estadual) e a instalação de ponto do Bom Prato na cidade. Anunciou ainda a liberação de 2,9 mil vouchers do Vale Gás e verbas para moradia.

DORIA NA REGIÃO 2

O presidente da Câmara Municipal de Sumaré, William Souza (PT), recebeu de bom grado as dádivas de João Doria, mas não deixou de dar sua canelada: cobrou do governador investimentos substanciais em infraestrutura e no no fortalecimento do Hospital Estadual da cidade.

DORIA NA REGIÃO 3

Ao saber da carta de Bolsonaro, pregando pacificação, Doria foi na contramão da maioria da classe política, que saudou o novo comportamento de Bolsonaro. Sem açúcar e sem afeto, provocou o presidente: “O leão virou um rato”.

ENCONTRO DE PREFEITOS

O prefeito Dario Saadi participa, às 17h30 desta sexta-feira (10), da cerimônia na avenida Mackenzie em homenagem ao prefeito Antonio da Costa Santos, o Toninho, morto há 20 anos nesta data.

STATUS MINISTERIAL

Decreto publicado pela Presidência da República no Diário Oficial da União devolve ao presidente do Banco Central o status de ministro de Estado. Roberto Campos Neto, atual presidente, está autorizado a decidir e emitir atos.

SPEEDY GONZALES

Zé Trovão, líder caminhoneiro, lembrou um personagem do cartoon mexicano: o “Speedy Gonzales”, no Brasil, chamado de “Ligeirinho”, o rato mais veloz do mundo. Quando viu azedar para o seu lado, fugiu ligeiro para o México. Arriba! Arriba!

LAGOA SECA

A Câmara Municipal de Campinas definiu ontem os integrantes da Comissão Especial de Estudos formada para analisar e discutir os impactos da crise hídrica no setor elétrico e a ameaça de fornecimento de energia na cidade.

LAGOA SECA 2

O vereador Paulo Haddad, autor do pedido para a formação da comissão, será seu presidente. O colegiado terá como integrantes os vereadores Luiz Rossini, Arnaldo Salvetti, Marrom Cunha e Rodrigo da Farmadic.

+ Antonio da Costa Santos, 4 de março de 1952 - 10 de setembro de 2001

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular