Publicado 19 de Agosto de 2021 - 11h45

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular

A Assembleia Legislativa de São Paulo - Alesp, aprovou nesta quarta-feira a formação da Região Metropolitana de Piracicaba, ainda agregada à Região Administrativa de Campinas, que representa 11% do território paulista. O projeto de lei complementar 22/2021 vai criar uma nova configuração com 24 municípios e perto de 1,5 milhão de habitantes. A proposição depende agora da sanção do governador João Doria. Somente entrará em vigor a partir da publicação, na qualidade de lei, no Diário Oficial do Estado.

PIRACICABA METRÓPOLE 2

A subdivisão fará com que a região de Campinas perca Piracicaba, Limeira, Rio Claro, Araras, Capivari, Elias Fausto, Iracemápolis, Pirassununga, Charqueada, Cordeirópolis, Analândia, Santa Gertrudes, Conchal, Rafard, Corumbataí, Leme, Ipeúna, São Pedro e Águas de São Pedro, Mombuca, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição e Santa Maria da Serra. Só não entrou na lista Laranjal Paulista, a pedido de seu prefeito, que preferiu estar agregado a Botucatu.

FRASE

"Jaboti não sobe em árvore”

Senador Randolfe Rodrigues. da CPI da Covid

ESVAZIAMENTO

Com a criação da Região Metropolitana de Piracicaba e a anunciada criação da região administrativa de São João da Boa Vista - que será discutida neste sábado -, a macro-região de Campinas (não confundir com região metropolitana) perderá perto de 50 municípios.

ESVAZIAMENTO 2

É um aparente processo de esvaziamento político de Campinas. Para analistas, trata-se de uma divisão até tardia, pois a área administrativa de Campinas conta com mais de 80 municípios. Contudo, não deixam de ser medidas que retiram a abrangência político-administrativa da cidade.

CRIANDO CASCA

A presença em São João da Boa Vista de Rodrigo Garcia neste sábado, como cicerone e comandante da solenidade que irá discutir a formação da nova região administrativa do estado, com sede naquela cidade, é mais uma prova de que João Doria vem trabalhando o nome de seu vice-governador com vistas à corrida eleitoral ao Palácio dos Bandeirantes.

CRIANDO CASCA 2

Doria tem deixado solenidades e agendas pelo interior para que Garcia ganhe casca de candidato e conquiste o eleitorado.

VIRACOPOS EM LEILÃO

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou, ontem, que o governo vai publicar até o final de agosto as consultas públicas do novo leilão do Aeroporto Internacional de Viracopos, e da sétima rodada de leilões de 16 aeroportos.

PEDÁGIOS EM XEQUE

Projeto de Resolução proposto à Alesp pelo deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL), determina a realização de audiência pública nas cidades em que serão construídas novas praças de pedágio. A proposta de Zimbaldi foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado de ontem.

PEDÁGIOS EM XEQUE 2

Dado interessante no projeto de Rafa Zimbaldi é que não depende da sanção do governador João Doria, porque se trata de alteração no Regimento Interno da Alesp. Depende apenas da aprovação final da Mesa Diretora da Casa.

TELA VAZIA

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já formula resolução específica com vistas a barrar a monetização de canais políticos nas redes sociais, a ser adotada nos próximos meses, e a vigorar até as eleições de 2022.

TELA VAZIA 2

A regra valerá para candidatos, seus assessores e correligionários. A insistência na utilização desses canais para fins de ganhos financeiros com objetivos políticos será punida. Há entendimento entre os membros da corte de que a prática já pode ser considerada ilegal pelas normas atuais.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Diretor editorial do Correio Popular