Publicado 04 de Agosto de 2021 - 9h48

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular

Há um silêncio sepulcral nos meios políticos campineiros que contrasta com certa ebulição que já vigora em âmbito estadual e nacional, objetivando as eleições de 2022. Os caciques da cidade reservam-se aos seus recantos, sem dar pistas dos próximos passos da dança das cadeiras para a Assembleia Legislativa, a Câmara Federal e outros postos eletivos, como o Senado. O calendário eleitoral estabelece convenções para seleção dos candidatos entre 20 de julho e 5 de agosto de 2022. Um ano. Até lá, o silêncio vale ouro.

PAZ ANTES DA GUERRA 2

Uma análise prévia do que poderá ocorrer no quadro das candidaturas na cidade indica que Carlos Sampaio (PSDB) poderá buscar a reeleição de deputado federal. Já Rafa Zimbaldi (PL), busca um up grade, alcançando legenda para a Câmara dos Deputados. É imperceptível, mas existem movimentações entre vereadores na captura de candidaturas a estadual. É cedo para vaticínios, mas é ponderável apostar que o ex-prefeito Jonas Donizetti dispute o Senado.

FRASE

"Tenho culpa, sim, e peço desculpas ao Brasil”.

Reverendo Amilton Gomes, perante a CPI da Covid

O CHEFE DA BANCADA

A bancada do partido do prefeito Dário Saadi na Câmara Municipal tem nova liderança: o vereador Higor Diego assumiu o comando da ala do Republicanos. Diego substitui Fernando Mendes.

LIGEIRINHO

O depoimento do Reverendo Amilton Gomes perante a CPI da Covid foi, no mínimo, sui generis. O religioso negou conhecer figuras do governo, para conversar sobre imunizantes.

LIGEIRINHO 2

No entanto, o reverendo pediu audiência às 11 horas e foi atendido antes das 17h do mesmo dia. Interessante é que representantes da Pfizer tentaram a agenda com o envio de 80 e-mails não respondidos.

A FARRA DO BOI

A Câmara dos deputados está prestes a votar, a toque de caixa, projeto de reforma eleitoral que será a “farra do boi”: dificulta punição a políticos, censura pesquisas eleitorais e esvazia cotas. Para começo de conversa.

“ZÉ DO PITO”

Paulo Guedes, ministro da Economia, lembrou ontem figura popular de Campinas, ao dizer “Devo, não nego; pagarei assim que puder”, sobre os precatórios do governo federal.

“ZÉ DO PITO” 2

A resposta de Paulo Guedes não é genuína. Zé Bertazzolli, o famoso Zé do Pito, quando cobrado, brincava com os credores campineiros com essa frase, que se tornou referência de maus pagadores.

CONVOCAÇÃO

A Câmara Federal convocou o ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, para explicar aos deputados sua fala sobre possível anulação das eleições, caso não seja adotado o voto auditável.

PROVA DE FOGO

Ciro Nogueira, recém empossado na Casa Civil da Presidência, recebeu médias abaixo do aprovável em sua primeira experiência como “bombeiro” de Bolsonaro.

PROVA DE FOGO 2

Parlamentares do “Centrão”, ao qual pertence Ciro, avaliam que ele não teve muito estofo para apaziguar a crise aberta com o STF e o STE.

DOBRADINHA

Carlos Lupi, presidente do PDT, acena com chapa para a Presidência juntando Ciro Gomes e o apresentador José Luiz Datena. Ambos não descartam a pole para Ciro e a vice para Datena. Lupi diz que mantêm bom trânsito.

VOTO BARRADO

Presidentes de partidos políticos desafiam Bolsonaro e afirmam que manifestações pelo voto impresso não irão impressionar o Congresso: a PEC que trata do assunto será barrada.

BOLETIM MÉDICO

Evolui o quadro de saúde do vereador Professor Alberto. Ontem à tarde, deixou a UTI, retirou a sonda e foi transferido para um quarto.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular