Publicado 01 de Julho de 2021 - 9h17

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular

Xeque-mate noticiou ontem no portal Correio Popular a intensificação esta semana de diálogos entre alas do PSB nacional buscando definir uma chapa própria para a corrida eleitoral de 2022. Grupos majoritários do partido flertam e defendem a indicação da empresária Luiza Trajano para postular a Presidência da República e o do ex-prefeito de Campinas Jonas Donizette para o governo do Estado. Até o último bater do martelo, muitos pregos serão entortados, mas é um princípio de definição.

INDÍCIO DE DEFINIÇÃO 2

Em princípio, conversações desta semana no interior do PSB nacional expõem as divergências existentes no partido quanto aos rumos e posturas que adotará a sigla para 2022. Parte dos caciques e filiados tenta impor uma antecipação de candidaturas como forma de rechaçar o desejo de outra fração, que aspira a uma aliança com o PT e o apoio a Luiz Inácio Lula da Silva. A princípio, o nome da dona do Magazine Luiza seria definitivo. E ela tem se colocado como candidata.

FRASE

"Não há espaço para prosperar pedidos de impeachment" (Hamilton Mourão, vice-presidente da República)

CRUZ E CALDEIRINHA

Enquanto o PSB corre para ajeitar uma chapa exclusiva buscando evitar conchavos e alianças, correntes do PT e do PDT procuram argumentos e ações que afastem cada vez mais Ciro Gomes de Luiz Inácio Lula da Silva.

CRUZ E CALDEIRINHA 2

Ciro entende que Lula não deva concorrer à Presidência nunca mais. Lula não vê com bons olhos a aproximação com PDT. Tem gente em ambos os partidos carregando réstias de alho para afastar o mau olhado.

TIROTEIO

Acuado pelas contradições levantadas pelos membros da CPI da Covid nos últimos depoimentos de convocados, o presidente Jair Bolsonaro contra-atacou ontem, afirmando que “Não será com CPI integrada por sete bandidos que vão nos tirar daqui”.

TIROTEIO 2

Em resposta às acusações na CPI e ao megapedido de impeachment levado ao Congresso por entidades, intelectuais e artistas, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, saiu em defesa de Bolsonaro, entendendo não haver razões nem clima.

ECO

A frase mais ouvida da boca de Carlos Wizard na CPI da Covid foi “me reservo ao direito de permanecer em silêncio”. Foi repetida 71 vezes.

SUPER HOMEM

Depois do silêncio de Carlos Wizard, os membros da CPI da Covid querem ouvir agora a voz de Ricardo Barros (PP-PR), o deputado autor da emenda que abriu a possibilidade da compra da vacina Covaxin.

SUPER HOMEM

Para quem não sabe ou não tem memória, Ricardo Barros é um ser poderoso e renitente na política nacional. Foi líder do governo na Câmara Federal na gestão FHC; vice-líder no período de Lula como presidente, ministro da Saúde de Michel Temer e líder na Câmara novamente em Bolsonaro.

POETA CAMPINEIRO

Campinas celebra de 4 a 11 de julho a Semana Guilherme de Almeida, o poeta campineiro símbolo do Movimento Constitucionalista de 1932, a ser comemorado em 9 de julho.

POETA CAMPINEIRO 2

A promoção da semana é de iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e será gratuito e virtual. A abertura, no domingo, terá a participação da secretária Alexandra Caprioli e do diretor de Cultura, Gabriel Rapassi.

******

É de Guilherme de Almeida o verso: “Não é túmulo, é berço, é sementeira de ideal”, postado no mausoléu do Soldado Constitucionalista, à entrada do Cemitério da Saudade.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular