Publicado 22 de Junho de 2021 - 9h36

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular

A adoção do horário mais amplo para o toque de recolher em Campinas, até o dia 30 de junho, não é apenas uma medida de expansão do isolamento social. É, igualmente, uma forma de monitoramento e de observação do perfil e do comportamento do vírus e da contaminação por covid na cidade. Médicos e autoridades da Saúde temem por um recrudescimento dos casos em níveis insuportáveis. Neste início de semana, mais de 95% dos leitos de UTI estão ocupados. Medidas mais severas podem ser adotadas.

UM LIGEIRO INCÔMODO

Setores políticos da cidade detectam certa insatisfação nos meios culturais da cidade que não dizem respeito à indicação de Alexandra Caprioli para a Secretaria de Cultura, mas pelo fato de sua posse ter vinculado à pasta a área de Turismo. Conselheiros e segmentos agregados ao setor entendem serem zonas distintas, e temem uma inclinação maior para o tursimo, setor com o qual Alessandra mais se afina. Não chega a ser uma crise, mas há desconforto.

FRASE

"Estamos há mais de um ano sem aula. Não é fundamental a segunda dose para professores” (Marcelo Queiroga, ministro da Saúde)

DESBUROCRATIZA

A Comissão Especial de Estudos da Câmara Municipal de Campinas, criada para tratar assuntos de desburocratização, recebe na manhã desta terça-feira representantes do setor de eventos e de hotelaria.

DESBUROCRATIZA

A Comissão Especial vai analisar os efeitos da burocracia da máquina pública sobre o setor. O presidente da comissão, vereador Paulo Haddad (Novo), convidou a diretoria do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau.

PILOTANDO DRONES

A Prefeitura de Campinas incluiu nas atividades de seus órgãos responsáveis pelo meio ambiente um curso inédito em termos de Poder Público. Um grupo de 28 agentes ligados à Operação Estiagem começaram ontem um curso de pilotagem de drones.

PILOTANDO DRONES 2

O curso é fruto de parceria entre a Defesa Civil e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. A Defesa Civil conta com três drones para monitoramento de queimadas.

RASGOU A MÁSCARA

O presidente Jair Bolsonaro se destemperou ontem, ao visitar Guaratinguetá, no Vale do Paraíba. Irritado com perguntas objetivas sobre vacinação, disparadas por uma repórter de afiliada à Rede Globo, Bolsonaro arrancou literalmente a máscara e mandou a repórter calar a boca.

RASGOU A MÁSCARA 2

Bolsonaro não apenas agrediu a repórter, como reclamou do jornalismo da CNN-Brasil e atacou a Rede Globo de Televisão.

MICO ACADÊMICO

O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro passou por constrangimento, ao ter cancelada sua participação em evento acadêmico.

MICO ACADÊMICO 2

Moro coordenaria painel no Encontro Virtual do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação do Direito (Conpedi). Professores participantes do evento manifestaram-se contra.

OVELHA NEGRA

Heloísa de Carvalho, filha do guru e mentor do bolsonarismo, o terraplanista Olavo de Carvalho, filiou-se ontem ao Partido dos Trabalhadores (PT). Heloísa de Carvalho diz querer combater o obscurantismo, e anuncia candidatura a deputada estadual por São Paulo.

NEUTRALIDADE

O vereador Nelson Hossri propôs projeto de lei para proibir a “linguagem neutra” nas escolas da Prefeitura. A linguagem neutra é proposta de reflexão e uma forma de tornar a língua Portuguesa inclusiva para a comunidade LGBT, com a exclusão do uso do masculino genérico.

PRESENTE

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, quer professores sem a segunda dose em aula presencial.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular