Publicado 28 de Maio de 2021 - 10h04

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular

Um dia após protestos de altas patentes militares contra as insinuações de Bolsonaro para intervenção do Exército nas ações protetivas da pandemia, o presidente voltou, ontem, a incitar militares a se rebelarem contra o isolamento em vigor nas cidades brasileiras. “Certeza de que vocês agirão”, disse, em encontro com integrantes do Comando, na Guarnição de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. “Em qualquer país do mundo, as Forças Armadas decidem como aquele povo vai viver”, disse.

Os nomes tucanos

Em sua passagem por Campinas e cidades da região, ontem, João Doria teria comentado com lideranças do PSDB sua intenção de lançar Rodrigo Garcia, o vice-governador, para a corrida ao Palácio dos Bandeirantes, nas eleições do próximo ano. Como a sigla paulistana e estadual, a região registra discordâncias quanto à candidatura a governador. Há quem defenda o nome de Geraldo Alckmin. Advogado e empreendedor, Garcia é a aposta de Doria.

FRASE

"A maior atração de uma cidade é a qualidade de vida de seus moradores” (Jaime Lerner, ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba)

ECUMÊNICO

A passagem do governador João Doria por Campinas deixou no ar um aproach político mais amplo do que imaginam os simples mortais. No ar, uma articulação que pode acomodar figuras consideradas “inimigas” em uma aliança para 2022.

******

Na presença de algumas dessas figuras, Doria teria sinalizado para uma chamada a caciques políticos, lideranças partidárias e prefeitos para a aliança.

VAIDADES

Ventila pelos corredores do Palácio dos Jequitibás comentários sobre entrechoques produzidos por duas figuras de proa da Administração Municipal.

******

Não estão se ligando bem a secretária do Desenvolvimento Econômico, Adriana Flosi, e a diretora de Turismo, Alexandra Caprioli. As divergências seriam por conta das articulações de Alexandra nos meios econômicos e aeroportuários.

ARVOREDO

Setores do meio ambiente estão preocupados com a situação da Mata da Santa Genebra, com escassas verbas em seu orçamento, e com o lançamento na última semana de programa para replantio de árvores em praças públicas.

ARVOREDO 2

A preocupação de ambientalistas volta-se para o fato de que replantar em período de estiagem consome recursos em maior quantidade e compromete a preseervação da Mata.

ABENÇOADO

O vereador Jorge Schneider (PL) enviou ofício da Câmara Municipal pedindo ao prefeito Dário Saadi a inclusão de sacerdotes e pastores religiosos na prioridade de vacinação contra a covid-19. “Informações sobe óbitos desses religiosos, infelizmente, têm sido corriqueiras”, justifica Schneider.

FOGO ALTO

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, prestou depoimento aparentemente tranquilo na CPI da Covid. Só que disse que as ações do governo federal impediram a entrega de 100 milhões de vacinas, aumentando as chamas da fogueira em que se transformou o Senado.

ADEUS A LERNER

Morreu ontem, aos 83 anos, o ex-governador do Paraná Jaime Lerner. Arquiteto e urbanista, notabilizou-se pelas três gestões como prefeito de Curitiba, a capital do estado, com projetos, ações e obras que revolucionaram o transporte nacional.

******

É da lavra de Lerner o sistema BRT que Campinas implanta décadas depois da experiência curitibana . “O Paraná e o Brasil perdem uma de suas melhores inteligências”, disse Edson Fachin, do STF, sobre Lerner.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular