Publicado 22 de Dezembro de 2021 - 8h38

Por Ângelo Barioni/ Correio Popular

O Grande Prêmio de Abu Dhabi foi a última corrida na Fórmula 1 para Kimi Raikkonen

Divulgação

O Grande Prêmio de Abu Dhabi foi a última corrida na Fórmula 1 para Kimi Raikkonen

Enquanto a Fifa encontra opositores na ideia de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos, um estudo apresentado mostrou que uma arrecadação bilionária pode ser alcançada com o Mundial bienal. Em reunião virtual, a entidade projetou lucrar 4,4 bilhões de dólares (R$ 25 bilhões) a mais com a redução do intervalo do torneio. De acordo com os dados, feitos por uma consultoria internacional, os valores saltariam de 7 bilhões de dólares (R$ 39,9 bilhões) para 11,4 bilhões de dólares (R$ 65 bilhões).

Despedida

O Grande Prêmio de Abu Dhabi foi a última corrida na Fórmula 1 para Kimi Raikkonen. O finlandês ainda não decidiu o que vai fazer, mas adiantou que nunca estará na direção de uma equipe de F1. Raikkonen começou sua carreira na F1 em 2001 com a Sauber, e fez sua última corrida em 2021 com a Alfa Romeo. Ele já correu na Fórmula 1 com muitas equipes diferentes e foi campeão mundial em 2007 com a Ferrari.

FRASE

"Há muita bobagem e política envolvida. É assim que as coisas são, mas parece estar piorando cada vez mais”

Kimi Raikkonen ao anunciar o seu afastamento da Fórmula 1.

Pré-temporada

A Apresentação do elenco do Guarani para o nício da pré-temporada está prevista para 03 de janeiro, segunda-feira à tarde, no Brinco de Ouro da Princesa. O Bugre vai passar alguns dias da preparação para disputa do Campeonato Paulista longe de Campinas. A cidade, entretanto, ainda não foi definida.

Cidades

Os dois locais estudados pelo Conselho de Administração são Águas de Lindoia, onde o plantel esteve hospedado em 2020 e em 2021, nas dependências do Oscar Inn, ou em Sorocaba, cidade escolhida pelo ex-presidente Palmeron Mendes Filho no começo de 2019.

Profissionalismo

O nome de Luís Fabiano divide opiniões entre os torcedores da Ponte Preta. A escolha do presidente eleito, Marco Antônio Eberlin, pelo ex-centroavante para assumir o cargo de coordenador de futebol repercutiu de forma distinta entre os pontepretanos.

Profissionalismo 2

Os que apoiaram a contratação defendem experiência no futebol, identificação com a Macaca e influência/respeito no mercado como fatores importantes. Para outros, o quesito de não ter nenhuma rodagem como diretor e os laços estreitos com o São Paulo, entretanto, jogam contra Fabiano neste início de trajetória no Estádio Moisés Lucarelli. Entretanto, o profissionalismo do jogador é o diferencial.

Recuperação

Depois de um ano e meio internado por conta de um grave acidente na Itália, o campeão paralímpico Alex Zanardi recebeu alta do hospital. O ex-piloto de Indy e de Fórmula 1 se acidentou no dia 19 de junho de 2020, quando se chocou com um caminhão durante um evento de paraciclismo na província de Siena.

Reformulação

Abel Braga chegou ao Fluminense prometendo um time ofensivo e sempre buscando o ataque. O setor, por sinal, pode ser totalmente reformulado para 2022. O presidente Mário Bittencourt confirmou a contratação de Willian Bigode, ex-Palmeiras, e revelou que aguarda respostas de Ricardo Goulart e Cano ainda esta semana.

Reforço

Primeiro reforço do Palmeiras para o setor ofensivo, Rafael Navarro desembarcou em São Paulo na manhã de ontem e celebrou o acerto com o Alviverde. O atacante está feliz e motivado com o novo desafio na carreira. O Verdão está bastante ativo no mercado e se mexe para reforçar o setor ofensivo.

Atacante

O grande sonho da diretoria corintiana é Edinson Cavani. Como a contratação é considerada muito difícil, o stafe do clube tenta Gianluca Lapadula, atacante do Benevento da Itália. Aos 31 anos, o atacante tem se destacado pela seleção peruana. Após 17 partidas, ele já realizou seis gols e três assistências pela seleção.

Punição

O Tottenham está eliminado da Liga Conferência, nova competição de clubes da Uefa, depois de a entidade máxima do futebol europeu ter atribuído uma derrota por 3 a 0 frente ao Rennes, da França, por não ter conseguido entrar em campo, no último dia 9, em virtude dos muitos casos de covid-19 que atingem o elenco. Na ocasião, a Uefa explicou que "apesar de todos os esforços, não foi encontrada uma solução que servisse os interesses dos dois clubes" e que a situação final seria determinada pela instância disciplinar da entidade.

Tags: MUNDIAL

Escrito por:

Ângelo Barioni/ Correio Popular