Publicado 22 de Junho de 2021 - 12h29

Por Estéfano Barioni/Correio Popular

Pagamento instantâneo

O sistema brasileiro de pagamentos instantâneos (PIX) começou a funcionar no dia 16 de novembro de 2020 e tem alcançado cada vez mais adeptos. O novo sistema, desenvolvido pelo Banco Central, permite a realização de transferências de recursos financeiros de maneira imediata, entre contas-correntes, contas-poupança e também contas de pagamento pré-pagas.

Prêmio de inovação

Na semana passada, o Banco Central do Brasil foi premiado pela Central Banking, organização especializada em bancos centrais e assuntos relativos a eles. A premiação, chamada Fintech & Regtech Global Awards 2021, foi motivada pelo desenvolvimento e implantação do PIX. O Banco Central do Brasil ficou em primeiro lugar na categoria Inovação em Pagamentos.

FRASE

"A vantagem dos pagamentos online é que você pode pagar contas muito rápido e sua conta é automaticamente creditada ou debitada para cada depósito e pagamento, tornando mais fácil manter o controle das contas” (Suze Orman, consultora financeira norte-americana)

Características do PIX

O PIX permite a transferência de recursos financeiros de maneira imediata — sua efetivação acontece em poucos segundos — em qualquer dia da semana, em qualquer hora do dia, e está disponível nas 734 instituições financeiras aprovadas pelo Banco Central. Além disso, o PIX não possui custo para a pessoa física pagadora.

Transferências tradicionais

As transferências tradicionais existentes no Brasil até então eram as transferências simples, entre contas de uma mesma instituição financeira, além das transferências eletrônicas do tipo DOC/TED, que também funcionavam entre instituições financeiras diferentes. No caso de DOC e TED, as transferências ficavam sujeiTas à cobrança de tarifas, dependendo do pacote de serviços oferecido pelo banco.

Rapidez e agilidade

Uma das principais vantagens do novo sistema é a rapidez e agilidade nas transferências. Pagamentos por DOC eram compensados apenas no dia seguinte à operação. E tanto os pagamentos por DOC como por TED tinham um horário fixo para serem realizados, e somente nos dias úteis. No caso do PIX, não há limite de horário ou restrição de operação somente nos dias úteis, e a liquidação acontece em tempo real.

Outras vantagens

Além de aumentar a velocidade em que os pagamentos ou transferências são realizados e recebidos, o novo sistema de pagamentos tem o potencial de alavancar a competitividade e a eficiência do mercado, reduzir o custo das operações, contribuir para o aumento da inclusão financeira e incentivar o aumento do uso de meios eletrônicos no mercado de pagamentos.

Rastreabilidade

Incentivar o uso de meios eletrônicos para a realização de pagamentos contribui para modernizar a economia, aumentando a rastreabilidade das transações e diminuindo o risco de evasão fiscal. O sistema formaliza as transações, provendo à autoridade monetária um melhor controle para coibir práticas de lavagem de dinheiro e financiamento ao crime organizado.

Vantagens aos usuários

Para os usuários que realizam os pagamentos, a principal vantagem do novo sistema é o baixo custo (zero para pessoa física). Para as empresas, empreendedores e profissionais autônomos que recebem os pagamentos, a principal vantagem é a rapidez, que facilita a conciliação de pagamentos e a administração do fluxo de caixa, podendo até reduzir a necessidade de financiamento de capital de giro.

Inovações bem-vindas

O novo sistema, em operação há pouco mais de 6 meses, tem se mostrado seguro e robusto. De todo modo, a adesão ao sistema é opcional e voluntária. As tradicionais formas de transferências de recursos continuam disponíveis aos usuários. Mas todas as inovações que têm o potencial de tornar as operações financeiras mais rápidas e baratas são sempre bem-vindas. E devem ser celebradas, ainda mais em momentos tão raros de boas notícias.

Escrito por:

Estéfano Barioni/Correio Popular