Ações

Região de Campinas adota medidas por causa da forte onda de frio

Municípios realizam campanhas de agasalho e distribuem cobertores

Do Correio Popular
18/05/2022 às 08:35.
Atualizado em 18/05/2022 às 08:35

Pessoas em situação de rua em entidade na Vila Industrial (Ricardo Lima)

Com a queda brusca das temperaturas nesta semana, as cidades da Região de Campinas estão mobilizadas para atender as pessoas em situação de vulnerabilidade, como as que vivem na rua e sofrem mais com temperaturas extremas. Um exemplo é Valinhos, município cuja temperatura mínima prevista para quarta-feira (18) é de 3ºC, com o risco de geada. 

Até a sexta-feira, uma força-tarefa especial irá acolher moradores em situação de rua, oferecendo abrigo e estadia, distribuindo cobertores e um esquema especial de atendimento na UPA, caso seja necessário.

Ações semelhantes também acontecem em cidades como Jaguariúna, Sumaré, Vinhedo, Hortolândia e Campinas. A Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas inicia hoje a campanha "Operação Campinas Aquece", com a ideia de distribuir 1,5 mil cobertores nas regiões da cidade. 

Na quinta-feira (19), a distribuição de parte dos cobertores acontecerá na ocupação Santa Rita, na região Noroeste. A Campanha do Agasalho de 2022, da Prefeitura de Campinas, foi lançada na última sexta-feira. Com o slogan "Inverno Mais Quente com a Ajuda da Gente", a distribuição de roubas de inverno e cobertores à população socialmente vulnerável vai até o dia 30 de julho, podendo ser prorrogada.

A Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp) também promovem uma Campanha do Agasalho. Foram entregues mais de 1 mil peças para duas entidades: o Instituto Padre Haroldo (IPH) e a Associação Evangélica Assistencial (AEA).

Até anteontem (16), 1.693 peças em bom estado foram separadas para doação, 603 entregues ao IPH e 602 à AEA. Para ajudar na campanha "Mais que uma doação, um ato de amor ao próximo!", a população pode procurar o ônibus adesivado especialmente para a campanha, que fica estacionado no Largo do Rosário, no Centro da cidade, das 8h às 17h de segunda a sexta e das 8h às 12h aos sábados. 

Outros pontos de arrecadação são os terminais de ônibus Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo, Vila União, Vida Nova, Padre Anchieta e Metropolitano, e na sede da Transurc, onde serão instaladas as caixas da campanha.

Orientações

A Defesa Civil do Estado de São Paulo alertou os cidadãos sobre as baixas temperaturas até o fim da semana, ocasionada pela intensa massa de ar polar que avança, derrubando as temperaturas e causando frio intenso. A orientação é a de não fazer aquecimentos improvisados, como fogueiras, e manter a hidratação constante. A umidade do ar também preocupa, uma vez que Campinas registrou na tarde de ontem o índice de 19,2%, o que já configura Estado de Alerta. 

Além do consumo de água, deve-se evitar exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h, assim como aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológico nos olhos e nariz. 

Se possível, também é aconselhável manter os ambientes umidificados com vaporizadores, toalhas molhadas ou recipientes com água.

Em relação à baixa temperatura, o importante é manter o corpo aquecido e bem agasalhado e evitar exposição por um período longo em um ambiente gelado. 

A Defesa Civil ainda lembrou que crianças e idosos são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e precisam de atenção especial. 

Nesta quarta-feira (18), em Campinas, com o avanço do ar de origem polar, a mínima prevista é de 6ºC, podendo ficar abaixo disso em alguns pontos da cidade, especialmente em áreas rurais, onde não está descartada uma fraca geada. A máxima não deve passar dos 15ºC.

De acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), da Unicamp, a tarde de hoje poderá ter ventos de forte intensidade, com velocidades médias sustentadas em torno de 34 a 40 km/h na região de Campinas, e rajadas ocasionais de até 70 km/h entre o final da tarde e início da noite, o que causa risco de danos, como quebra de galhos de árvores e destelhamento, especialmente em construções mais precárias.

Amanhã os ventos deverão ser mais fracos, porém, ainda com momentos de intensidade moderada. A máxima prevista sobe um pouco, 16ºC, mas a mínima continua sendo de 6ºC.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por