SAÚDE

Pessoas idosas e acamadas podem ser vacinadas em casa

A avaliação é feita pelos profissionais que integram as equipes de imunização

Thiago Rovêdo
16/04/2022 às 19:18.
Atualizado em 17/04/2022 às 10:44

A dona de casa, Helena Geralda agendou a vacina domiciliar para ela e para sua mãe, Romana Helena, de 95 anos, que tem mobilidade reduzida (Diogo Zacarias)

Equipes de imunização dos Centros de Saúde da Prefeitura de Campinas estão realizando a vacinação de pessoas que estão acamadas e com mobilidade reduzida em casa. Desde o começo de abril, pacientes acamados voltaram a receber as equipes dos CSs para aplicação da vacina anual da gripe e a segunda dose adicional contra a covid-19. Para conseguir o serviço, o familiar do acamado deve fazer a solicitação no Centro de Saúde de referência. 

As unidades básicas de saúde programam o atendimento aos pacientes acamados já cadastrados e acompanhados, mas também recebem solicitação das famílias de pessoas que não são acompanhadas e com cadastro no Centro de Saúde. Usuários que têm planos de saúde ou fazem tratamento particular também são atendidos. A pessoa responsável pode enviar e-mail ou procurar a unidade mais próxima de sua casa e solicitar a visita da equipe para vacinação em casa.

As solicitações são avaliadas e, se a pessoa realmente está acamada e com mobilidade reduzida, é programada a vacinação residencial. “Situações de fragilidade ou dificuldade de locomoção nem sempre caracterizam necessidade de atendimento em domicílio”, afirmou a coordenadora da área técnica de Enfermagem da Secretaria de Saúde, Renata Cauzzo Zingra Mariano. Nestes casos, é possível solicitar a vacinação no carro, levando a pessoa ao Centro de Saúde próximo de onde mora.

Neste ano, a vacina protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B e é importante que as pessoas se imunizem assim que possível. Este foi o caso da dona de casa, Helena Geralda, de 43 anos, que além de se vacinar, também agendou a vacinação da mãe, Romana Helena, de 95 anos.

Moradoras do bairro San Martin, quase no limite com Sumaré, a dona de casa contou que conseguir a vacinação na própria casa ajudou bastante, já que a mãe é idosa e tem dificuldades de locomoção. "Essa semana eles ligaram aqui em casa e marcamos para hoje. Facilitou bem, pois do contrário, eu teria que pegar cadeira de rodas, pois minha mãe tem dificuldade para andar", disse.

Durante 2021, as equipes dos Centros de Saúde municipais vacinaram 8.910 pacientes em domicílio em todas as regiões de Campinas. Desse universo, 5.798 eram pessoas acamadas, e 3.112 viviam em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

“A vacina leva alguns dias para atingir a proteção do organismo, por isso é preciso tomar a vacina o quanto antes. Com a proximidade dos dias mais frios da estação e a maior circulação dos vírus respiratórios, é fundamental proteger logo a população mais vulnerável”, alerta a coordenadora do Programa Municipal de Imunização de Campinas, Chaúla Vizelli.

Vacinas

As equipes de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde já aplicaram 70.628 doses de vacina contra a gripe (Influenza) desde o início da campanha de imunização deste ano, no dia 26 de março. De acordo com dados divulgados pela pasta até o momento, 61.228 idosos foram vacinados e 9.400 trabalhadores da saúde.

Nesta fase inicial da campanha, os públicos-alvo são pessoas acima de 60 anos e profissionais de saúde. A vacinação está sendo realizada nos Centros de Saúde de Campinas e não é preciso agendamento para tomar a dose, apenas comparecer a uma unidade. A Secretaria de Saúde recomenda a apresentação de documento com foto. Os trabalhadores da área da saúde também devem apresentar documento que comprove vínculo profissional.

No dia 30 de abril, sábado, a Secretaria Municipal de Saúde de Campinas promoverá mais uma edição da campanha “Campinas Vacina Mais”. Os Centros de Saúde funcionarão para vacinar contra a gripe e a covid-19.

A campanha contra a gripe prossegue até o dia 3 de junho. Na próxima fase, em 30 de abril, poderão se vacinar crianças entre seis meses e menores de cinco anos, gestantes e puérperas. A partir de 9 de maio serão vacinados professores, indígenas e pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente. 
Em 16 de maio serão incluídos na campanha funcionários do sistema prisional, das forças de segurança e Forças Armadas, caminhoneiros e trabalhadores portuários e do transporte coletivo rodoviário, população privada de liberdade e pessoas de 12 a 21 anos de idade que estão cumprindo medidas educativas.

A Prefeitura também lembrou que os Centros de Saúde estão aplicando a segunda dose adicional contra a covid-19 para pessoas a partir de 60 anos que receberam a primeira dose de reforço há quatro meses. Mais informações, como endereços, horários de funcionamento dos Centros de Saúde e o calendário completo, podem ser consultados no QR Code.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por