RETRATANDO A HISTÓRIA

Mostra Correio 95 anos chega à sede da OAB Campinas

Exposição será aberta hoje a convidados e, na segunda-feira, ao público em geral

Thiago Rovêdo/ thiago.rovedo@rac.com.br
05/08/2022 às 09:18.
Atualizado em 05/08/2022 às 09:18

A exposição Correio Popular 95 Anos já passou pela Academia Campinense de Letras, Ciesp-Campinas, Centro de Memória da Unicamp e pelo Círculo Militar (Gustavo Tilio)

A sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OA) em Campinas vai receber, a partir desta sexta-feira (5), em evento para convidados, a exposição itinerante "Correio Popular 95 anos". A mostra reúne 26 capas históricas, 40 troféus e outras premiações recebidas pelo jornal ao longo dos anos. Publicações como a Revista Metrópole e o Correio Popular Mulher também compõem o acervo. 

A exposição poderá ser conferida pelo público em geral a partir da próxima segunda-feira, dia 9, até o final deste mês, diariamente das 9h às 18h, no 3º andar da Casa da Advocacia de Campinas, localizada na Rua Lupércio Arruda Camargo, 111, no bairro Jardim Santana.

De acordo com a presidente da OAB Campinas, Luciana Freitas, sediar a exposição dos 95 anos é uma forma da OAB participar, mais uma vez, da história da cidade e também de dar oportunidade para o público apreciar capas que ajudaram a revelar os grandes acontecimentos no município, no País e no mundo.

"A exposição é uma oportunidade de conhecimento sobre a história e os fatos que marcaram a nossa cidade nesses 95 anos, bem como o desenvolvimento econômico e social da região no período. Para a OAB Campinas, receber a mostra traz essa oportunidade para a advocacia. A exposição retrata também o importante papel da imprensa para os pilares da cidadania e da democracia em nosso País", afirmou.

O presidente-executivo do Correio Popular, Ítalo Hamilton Barioni, explicou que a escolha da OAB para sediar agora a exposição coincide com o mês do advogado, comemorado em agosto. Além disso, ele ressalta a importância da instituição para a sociedade brasileira.

"A OAB é uma entidade que representa a sociedade, que é o bastião da Justiça. Também estamos em agosto, que é o mês do advogado. Além disso, no dia 11, que é o dia desse profissional, a exposição já estará pronta para ser visitada. Então, é uma homenagem aos advogados do Brasil e, particularmente, àqueles que atuam em Campinas", afirmou.

No mês passado, a exposição esteve presente no Departamento Cultural do Círculo Militar de Campinas, localizado no Jardim Chapadão. O diretor cultural, major Jorge Frederico Port, avaliou como ótima a exposição e destacou que vários jovens estavam em período de férias, e, assim, puderam conferir as capas que marcaram a história de Campinas.

"Pegamos um período de férias e muitos jovens puderam contemplar como era a grafia no passado e também mataram a curiosidade de ver os fatos marcantes ocorridos em nossa cidade, País e no mundo durante os 95 anos do Correio. A exposição foi vista por um grande número de jovens e adultos, sendo que aqueles com mais idade relembraram os fatos que vivenciaram. A inauguração contou com a presença da diretoria do Círculo Militar de Campinas e diretores do Grupo RAC. Agradecemos a gentileza por termos sido incluídos no rol de entidades que receberam esse maravilhoso acervo", comentou. 

De acordo com a diretora de Marketing do Grupo RAC e curadora da mostra, Aline de Oliveira Rodrigues, o rico acervo disponibilizado na exposição conta a história de como o jornal Correio Popular acompanhou as mudanças tecnológicas e os avanços gráficos que hoje se renovam também no meio digital, pois todo o arquivo histórico do jornal está em processo de digitalização.

A exposição

Inaugurada no início de março, a exposição faz parte das comemorações dos 95 anos do jornal, fundado em 4 de setembro de 1927. A mostra já passou pela Academia Campinense de Letras (ACL), pela sede do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo em Campinas (Ciesp-Campinas), o Centro de Memória da Universidade de Campinas (Unicamp) e pelo Círculo Militar.

A exposição, além de destacar fatos importantes, também traz as mudanças na língua portuguesa e os avanços tecnológicos ocorridos durante a história do Correio. Dentre as dezenas de capas expostas, uma de 1930 chama a atenção sob o título "Alemanha deflagrou a guerra na Europa". 

Outras capas que compõem a exposição trazem a primeira manchete do jornal, na edição de 4 de setembro de 1927: "Os precursores da imprensa em Campinas".

Há também capas sobre a eclosão da Segunda Guerra Mundial, em 1939; o desabamento do Cine Rink, em 1951; a morte do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, em 1994; e os ataques terroristas às Torres Gêmeas e ao Pentágono nos Estados Unidos, em 2001.

O historiador e escritor Jorge Alves de Lima, presidente da ACL e membro do Conselho Editorial do Correio Popular, e o historiador Antonio Boscolo foram os responsáveis pela escolha da maioria das capas históricas.

Parte das capas expostas está no livro que conta uma passagem dos 90 anos do jornal "O Sonho do Exílio de Álvaro Ribeiro", que foi para Portugal após comandar a oposição ao governo do presidente Arthur Bernardes durante a revolta de 1924.

Para o historiador, são capas impactantes "que a gente se emociona até hoje ao rever". Uma capa destacada por ele é a do dia 15 de junho de 1940, que exibe a manchete: "Paris cahiu (na ortografia da época, havia h no verbo cair)", informando a ocupação da capital francesa pelos nazistas.

O historiador detalha um aspecto curioso da época. "Naquele tempo, o jornal local também destacava muitas notícias do mundo, já que o acesso à informação era muito limitado", completou.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Anuncie
(19) 3736-3085
comercial@rac.com.br
Fale Conosco
(19) 3772-8000
Central do Assinante
(19) 3736-3200
WhatsApp
(19) 9 9998-9902
Correio Popular© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por